Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Roseana Sarney prepara para janeiro reforma administrativa; 15 secretários devem sair

6 de dezembro de 2013 : 15:25
O Imparcial – A governadora Roseana Sarney (PMDB) prepara para janeiro de 2014, uma grande reforma administrativa, esta irá acontecer por conta das eleições. De acordo com informações repassadas pelo secretário estadual de Comunicação, Sérgio Macedo, a orientação é de que, aqueles que irão disputar cargos eletivos deixem o governo no inicio do ano. A ideia é ter tempo suficiente para realizar as modificações antes do prazo final de desincompatibilização.

Segundo a lei, os detentores de cargos públicos que almejam disputar eleição ano que vem terão que se desincompatibilizar até 05 de abril e especula-se que metade do secretariado disputará as eleições de 2014.

No mês passado Roseana Sarney (PMDB) disse que não havia definido quanto à troca de secretários que disputarão o pleito de 2014. No entanto a fala do secretário Sérgio Macedo confirma os rumores que a reforma administrativa no Governo acontecerá já no início do ano.

Enquanto isso alguns, deputados como Alexandre Almeida (PTN) diz acreditar que os secretários candidatos devem deixar o cargo apenas em abril, Roberto Costa engrossa o discurso governista de que não há nada definido: “Muitos secretários têm projetos políticos e buscam candidaturas, por isso precisam se desincompatibilizar, mas não existe nada definido”, disse o líder do PMDB na Assembleia, que afirma ainda que nem a suposta saída da governadora do comando do Estado para ser senadora não passa de especulação.

Para Roberto Costa, a decisão em relação ao prazo de desincompatibilização, tanto da governadora, quanto dos demais secretários é puramente pessoal da governadora e segundo o parlamentar, independente da eleição o governo precisa continuar trabalhando.

Eleição

Em apuração feita, metade do secretariado estadual tem filiação partidária e intenção de concorrer aos mais variados cargos públicos eletivos no ano que vem, e podem conforme a lei, permanecer no cargo até abril, ou sair a pedido da governadora em janeiro para que o Governo não perca força de resolutividade, uma vez que muitos estarão focados em suas campanhas, mesmo de forma indireta no início do ano eleitoral.

Nesse sentido, se feita de uma vez só, a mudança será drástica e acabará tendo o peso de uma reforma administrativa, já que metade do secretariado seria mudado e possivelmente sob o comando de um novo chefe do executivo o que poderia comprometer o bom funcionamento do Governo. 

Secretários e respectivos cargos que devem concorrer em 2014

Deputado Estadual
Ricardo Murad (Saúde)
Jura Filho (Turismo)
Carlos Filho (Juventude)
Alberto Franco (Assuntos estratégicos)
Catharina Bacelar (Mulher)José Antonio Heluy (Trabalho e Renda)
Victor Mendes (Meio Ambiente)

Deputado Federal
Pedro Fernandes (Educação)
Claudio Azevedo (Agricultura e Abastecimento)
Hildo Rocha (Cidades)
Aluísio Mendes (segurança)
Cláudio Trinchão (Fazenda)
Fábio Gondim (Gestão e Previdência)

Suplente de senador
Joaquim Haickel (Esporte)

Vice-governador
José Costa (Ciência, Tecnologia e Ensino Superior)

Governador 
Luís Fernando (Infraestrutura)

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>