Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

UFMA cria pró-reitoria exclusiva para Assuntos Estudantis

23 de novembro de 2013 : 09:41
A Universidade Federal do Maranhão (UFMA) passou a contar, desde sexta-feira (23), com uma nova pró-reitoria, coordenada pelo professor Antonio Luís Amaral Pereira, antigo pró-reitor de Extensão. A Pró-Reitoria de Assistência Estudantil é formada pelas divisões de Gestão de Programa, de Gestão de Projetos, Psicossocial e de Ações Afirmativas. Essa era uma promessa do reitor Natalino Salgado há algum tempo, mas cuja operacionalização dependia da aprovação do Congresso Nacional, o que somente agora aconteceu.
Natalino Salgado empossado o pró-reitor Antônio Luís. Cerimônia contou com a
participação de estudantes
Segundo o reitor, a criação da pró-reitoria acompanha o próprio processo de expansão da UFMA, tal como está acontecendo com as universidades federais da Bahia, da Paraíba e de Curitiba, entre outras, que diante das necessidades provocadas pelo novo modelo de ensino implantado no Brasil, têm ampliado as suas estruturas de apoio aos estudantes.
“Ao mesmo tempo em que o projeto de expansão, e consequentemente, de interiorização, estimulou a inclusão e o intercâmbio acadêmico, também nos fez repensar como atender a essas novas demandas”, explicou o reitor.
Assim, entre as atribuições dadas à nova pró-reitoria, está a de conter, com medidas de apoio e acompanhamento, a evasão escolar e a repetência, fenômenos que aumentaram, sobretudo nos novos campi. Por isso, a intenção é que a nova pró-reitoria possa reafirmar o compromisso da UFMA com a ampliação das políticas afirmativas que estão sendo postas em prática desde 2008, quando a instituição implantou as cotas para diversos grupos sociais.
“Enquanto somente em 2015 outras universidades vão completar o seu quadro de cotas, a UFMA já implantou o seu sistema desde 2008, com 100% de aplicação”, assinalou Natalino Salgado.
O pró-reitor Antonio Amaral, por sua vez, afirmou o seu compromisso de trabalhar para que os estudantes possam ser atendidos em todas as suas necessidades, à medida que a instituição tenha condições para isso. A primeira ação da Pró-Reitoria será um estudo de impacto da expansão na vida acadêmica estudantil.
“Esse estudo vai ser importante por causa dos novos cursos que estão sendo implantados nos campi, dentro da política de interiorização”, ressaltou, para dizer mais adiante, junto com o reitor, que a maior demanda dentro da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) é justamente o aumento do volume de recursos para a Assistência Estudantil.
Estudantes – Na solenidade, para além de outros pró-reitores e de representantes da administração superior, muitos alunos prestigiaram o evento evocando o diálogo como princípio básico de um novo pacto social que deve existir entre o novo órgão e a administração superior. O aluno e diretor da UNE, Henrique Carneiro, ressaltou a oportunidade para dizer que a criação do órgão é uma conquista histórica há muito esperada por todos.
“Temos acompanhado essas lutas e queremos manter o diálogo. Continuaremos fazendo a crítica, mas que seja sempre propositiva, já que somente assim poderemos avançar para a implantação das políticas necessárias à afirmação da identidade estudantil”, relatou.
Em sua opinião e de outros alunos presentes, os estudantes devem ser parte ativa do processo para que o projeto de expansão seja também qualitativo e quantitativo.
Essa é também a opinião do reitor que, ao encerrar a solenidade, informou que a bolsa permanência para o aluno aumentará para R$ 400,00, a partir de janeiro, e que o MEC sinalizou com a possibilidade de aumentar os recursos para a assistência estudantil em 30%.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>