Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Roberto Costa contesta denúncias sobre cortes no orçamento da educação

19 de novembro de 2013 : 20:22
O deputado Roberto Costa (PMDB) contestou, na sessão desta terça-feira (19), as denúncias de cortes no orçamento destinado à educação do Maranhão. O tema já foi pautado por diversos veículos da imprensa, com declarações do próprio secretário de educação do Estado, Pedro Fernandes, anunciando que, ao contrário de corte, haverá um investimento superior a 200 milhões na área.

“Eu tenho participado das sessões e olhando uma discussão aqui voltada para o orçamento da Educação, onde tentam passar a impressão de que houve corte no orçamento da Educação. O nosso secretário, deputado Pedro Fernandes, que tem conseguido dar respostas às problemáticas da área com muita rapidez, já veio a público e disse que no Orçamento da Educação este ano não houve corte, inclusive houve um acréscimo de quase duzentos milhões”, enfatizou Roberto Costa.

O parlamentar ressaltou a tentativa do sindicato dos professores de politizar o tema para tentar ganhos políticos partidários. “O Sindicato, sem nenhum compromisso com a categoria, tenta criar um movimento, onde não se tem esse sentimento dentro da categoria. Assim foi nas manifestações, onde o presidente do sindicato, professor Júlio, tentava levar faixas em uma manifestação independente, uma manifestação inclusive que vinha do sentimento da população contra todos. Ele tentava usar o sindicato mais uma vez para uma manobra política partidária, tentando mais uma vez beneficiar o chefe dele, doutor Flávio Dino”, frisou.
Costa falou ainda sobre o avanço na educação com Estatuto do Professor, que já aguardava 20 anos para ser aprovado. “Ninguém pode discutir hoje a questão da Educação sem olhar os avanços que a governadora Roseana Sarney fez para a área. Nós aprovamos aqui o Estatuto do Professor, que era a maior reivindicação da categoria, uma reivindicação histórica. Vários governadores passaram e não conseguiram concretizar o Estatuto como direito para os professores. Foi necessário que a governadora Roseana, juntamente com o secretário Pedro Fernandes, agissem para concluir e dar esse direito aos professores” frisou.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>