Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Deputados oposicionistas já estão fechados com Arnaldo Melo em uma possível eleição indireta para governador na Assembleia

20 de novembro de 2013 : 17:51
Com a entrada de Washington Luiz (PT) no Tribunal de Contas do Estado, está aberta uma infinidade de opções a serem tomadas pelo governo, porém a mais provável é que Roseana (PMDB) renuncie ao governo para disputar a vaga de senadora. Diante dessa situação, Arnaldo Melo (PMDB) assume o governo temporariamente por até 30 dias e quem assumir a presidência da Assembleia terá que convocar eleições indiretas, diante desse cenário, surgem outra infinidade de nomes, porém a bancada oposicionista, já se antecipou e vem se articulando para eleger o próprio Arnaldo para novo meses a frente da administração estadual.
Arnaldo Melo conta com apoio da oposição para disputar
eleição indireta de governador na Assembleia Legislativa
Os oposicionistas sabem que não conseguem eleger nenhum nome que seja indicado pelo grupo, porém trabalham para que ocorra uma situação que seja menos desfavorável e na visão deles, Arnaldo Melo seria o melhor nome para ocupar esse cargo.
O presidente da Assembleia Legislativa não fala muito sobre o assunto, mas não consegue esconder certa empolgação quando perguntado sobre a possibilidade de assumir o cargo e ele trabalha intensamente nos bastidores para ter o apoio necessário. Vale lembrar que em outro momento Arnaldo já confessou que abriria mão da sua reeleição de deputado estadual para permanecer como governador por nove meses.
Com onze votos certos da oposição, Arnaldo tem que trabalhar para ter mais dez votos para atingir mais da metade, número suficiente para sua eleição, uma vez que o seu está garantido, uma vez que o parlamento é composto por 42 deputados.
O governo mantém certa desconfiança com Arnaldo Melo, tanto que ele não é a primeira opção a ser trabalhada nessa estratégia de eleição indireta, outros nomes são cotados como o próprio Luís Fernando (PMDB), João Alberto (PMDB), Lobão (PMDB) ou até mesmo Max Barros (PMDB).

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>