Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Juiz Douglas Martins determina que Prefeitura de São Luís conclua obras do Hospital da Mulher em 90 dias

23 de setembro de 2021 : 08:17

O juiz titular da Vara de Interesses Difusos e Coletivos de São Luís, Douglas de Melo Martins, determinou que a Prefeitura conclua em um prazo de 90 dias, as obras do Hospital da Mulher no bairro do Anjo da Guarda. De acordo com o magistrado, a ação foi proposta pela promotoria de Defesa do Direito a Saúde, comandada pelo promotor Herbeth Figueiredo, que apresentou irregularidades sanitárias na unidade hospitalar e uma urgente resolução.

De acordo com o juiz, a decisão foi tomada após uma conciliação entre a Prefeitura e o Ministério Público. E o resultado de determinar que até em 90 dias a reforma do Hospital da Mulher é um meio termo do que o promotor  e o poder executivo municipal defendiam.

Histórico

Originalmente o prédio que abriga o Hospital da Mulher, surgiu como um pronto atendimento geral, o Socorrão III na última gestão de Jackson Lago a frente da Prefeitura de São Luís que foi até 2002. Em 2007, sob comando de Tadeu Palácio, ele decidiu tornar as unidade hospitalar como referência no atendimento ao público feminino.

Ao longo de anos, o atendimento no Hospital da Mulher foi precário. Na gestão de Edivaldo Holanda Júnior, ele passou a ser referência em tratamento neurológico. Em 2020 e 2021 foi utilizado como retaguarda para o tratamento da covid-19 em São Luís.

De acordo com dados da Secretaria municipal de Saúde, o Hospital da Mulher tem 32 leitos cirúrgicos ginecológicos, além de 11 leitos de neurocirurgia e 10 leitos de UTI.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>