Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Fábrica Santa Amélia será entregue em fevereiro

24 de outubro de 2014 : 11:00

Até fevereiro do ano que vem os cursos de Turismo e Hotelaria serão transferidos, parcialmente, para o prédio da Fábrica Santa Amélia, na Rua Cândido Ribeiro (Centro). O anúncio foi feito hoje pelo reitor Natalino Salgado ao visitar as instalações do imóvel, construção histórica do século XIX, que passou por uma minuciosa restauração para abrigar os dois cursos da UFMA. Oitenta por cento das obras estão concluídas.

O projeto de reforma e adequação da Fábrica Santa Amélia é uma parceria entre a Universidade Federal do Maranhão e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN, responsável pela supervisão das obras. Nove mil metros quadrados estão sendo revitalizados ao custo total de aproximadamente 15 milhões de reais.

Composto por oito prédios, o antigo complexo fabril contará com uma biblioteca de 467 metros quadrados; um prédio central com 2.470 metros quadrados; uma unidade hoteleira de 1.415 metros quadrados; uma empresa júnior com 2.049 metros quadrados; um auditório com capacidade para 450 pessoas equipado com cabine de tradução simultânea (5.585 metros quadrados); e vários laboratórios com 309 metros quadrados. O espaço tem tudo para se tornar um importante centro de pesquisa na área do turismo e de hotelaria.

O conjunto de prédios está recebendo uma atenção especial para que todo o patrimônio arquitetônico seja preservado. Cada peça tem recebido atenção especial da equipe de profissionais empenhada em recuperar detalhes originais. Até o momento, segundo o reitor, já foram encontradas cerca de 30 mil peças da arqueologia industrial, que devem compor o acervo de um espaço museográfico. Objetos como motores e equipamentos usados na indústria têxtil a artefatos, como porcelanas e machadinhas, estão entre os itens catalogados. Todo o acervo estará aberto para a visitação pública.

A reforma da Fábrica Santa Amélia é, atualmente, o maior conjunto arquitetônico em restauração no Brasil, com a supervisão do IPHAN, e tem exigido da equipe uma atenção redobrada para que cada detalhe represente o marco histórico do seu tempo.

Na visita as obras da Fábrica, o reitor Natalino Salgado estava acompanhado de uma comitiva composta por técnicos e assessores, como o Procurador Federal, José Rinaldo Maya, o prefeito de Campus, Guilherme Abreu, o engenheiro César Braga, a Assessora de Planejamento Rosária Silva, a chefe do Departamento de Turismo e Hotelaria, Linda Rodrigues e a coordenadora do curso de Hotelaria, Elaine Fernandes.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>