Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

OAB/MA e Sampaio Corrêa fecham parceria com intuito de fortalecer política em defesa das mulheres

1 de abril de 2021 : 14:25

Após alta repercussão negativa envolvendo uma propaganda divulgada nas redes sociais do Clube de Futebol Sampaio Corrêa, a OAB Maranhão, por meio da Comissão da Mulher e da Advogada, e o Clube firmaram uma parceria, na última terça-feira, 30/03, para que ele apoie integralmente a campanha da Mulher da OAB/MA, que tem como tema “Força, Valor e Autonomia – Juntas, construímos nossa história”.

Participaram da reunião o presidente da OAB/MA, Thiago Diaz; o diretor-tesoureiro da OAB/MA, Kaio Saraiva; a presidente da Comissão da Mulher e da Advogada (CMA), Tatiana Costa; as membros da CMA, Alynna Almeida e Fabrynn Coimbra; e o diretor jurídico da Sampaio Corrêa, Perez Paz.

No dia 23/03, o time fez uma retratação e se colocou aberto para realizar parcerias com entidades civis, a fim de contribuir com ações efetivas de instituições que tratam dos direitos das mulheres e demonstre o seu engajamento com a pauta feminina. A primeira instituição a procurar o Clube foi a OAB Maranhão.

A publicação em questão, já excluída dos perfis do Sampaio, mostrava a foto de uma mulher de costas, usando a parte de baixo de um biquíni, e vestindo a camisa do time. A imagem da modelo estava vinculada a anúncios de descontos de um motel de São Luís, um dos patrocinadores do Clube. Tal referência gerou revolta entre os torcedores do time e sociedade, principalmente das mulheres, que alertaram sobre a objetificação do corpo feminino, explícita na postagem, fazendo alusão ao machismo e a um retrocesso na pauta feminista.

Logo depois da divulgação e repercussão do caso, o Sampaio Corrêa recebeu notificação do Procon (Programa de Proteção e Defesa do Consumidor) do Maranhão para retirar a propaganda das redes sociais do Clube, que, no dia seguinte, apagou a postagem de suas páginas.

No mesmo dia em que retirou a propaganda do ar, o clube publicou um vídeo no Instagram, em que o diretor jurídico do Sampaio Corrêa, Perez Paz, pediu desculpas pela publicação e se colocou aberto às instituições da sociedade civil para dar apoio a pautas legítimas e necessárias para toda a sociedade.

Dessa forma, a OAB/MA se colocou à disposição para ajudar o clube a modificar sua conduta e discurso, conscientizando seus diretores, corpo técnico, jogadores e, principalmente, torcedores sobre os direitos das mulheres, e também alertar a todos para as situações de violência contra a mulher presentes no cotidiano da sociedade.

“Hoje, conquistamos mais um aliado na nossa luta para ajudar a difundir os direitos das mulheres e combater a violência contra a mulher. A parceria firmada hoje com o Clube Sampaio Corrêa nos possibilitará entrar num universo que durante muito tempo foi considerado tipicamente masculino, que é o futebol. Hoje, a realidade é diferente, as mulheres estão presentes também neste meio, sejam como jogadoras ou torcedoras, e o nosso objetivo é conscientizar a todos que a mulher pode estar nos mais diversos espaços e que ela precisa ser respeitada em todos eles. Por isso, queremos levar ao público do clube conteúdos que os ajudem a desconstruir conceitos antigos que se perpetuam por meio do machismo e que, em muitas situações, culminam em casos de assédio, objetificação da figura feminina e violência contra a mulher”, enfatizou a presidente da CMA, Tatiana Costa.

O Clube se comprometeu em reproduzir os conteúdos desenvolvidos pela Seccional (peças publicitárias e vídeos) que tratam do combate à violência contra a mulher em suas redes sociais; e também em doar a renda de um dos seus jogos para a compra de cestas básicas que serão doadas para instituições que apoiam mulheres em situação de violência.

“Na semana passada, ocorreu um caso envolvendo os direitos das mulheres através de uma postagem em nossas redes sociais. Esta postagem foi apagada e fizemos um vídeo que, além de explicar os motivos de termos apagado a publicação, abrimos o clube para parcerias com instituições que trabalham com os direitos das mulheres. A única instituição que procurou o Sampaio Corrêa até o momento foi a OAB Maranhão, por meio da Comissão da Mulher e da Advogada. E a partir de então, marcamos essa reunião para discutirmos a possibilidade dessa parceria a fim de que o Clube contribua com a pauta feminina. Foi uma reunião muito produtiva e faremos diversas atividades para divulgar essa pauta positiva e necessária sobre os direitos das mulheres, principalmente em relação ao combate à violência”, pontuou Perez Paz.

Além disso, será organizada uma programação de eventos virtuais direcionados para a diretoria, colaboradores, corpo técnico, jogadores e torcedores do clube para debater sobre a posição da mulher nos diferentes espaços sociais.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>