Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Flávio Dino e mais três governadores são denunciados por suposta “farra das passagens”

4 de novembro de 2016 : 10:38

flaviodinonojoO jornal Correio Braziliense trouxe na edição desta sexta-feira (4), a informação de que o governador Flávio Dino (PCdoB) foi denunciado por suposto indevido de passagens aéreas no período em que foi deputado federal. A Procuradoria Regional da República na 1ª Região (PRR-1) pediu ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região que seja feito “o exame das condutas” de cerca de 100 deputados federais e mais quatro governadores que foram parlamentares durante o período da chamada “farra das passagens”. O Ministério Público pede que o caso dos governadores, todos ex-parlamentares, seja remetido ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), porque lá é o foro apropriado.

A denúncia envolve nomes importantes, como o do secretário do Programa de Parceria de Investimentos (PPI), Wellington Moreira Franco, o do ex-ministro Antônio Palocci, preso em Curitiba; o do ex-governador Agnelo Queiroz (PT), o do ex-deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ), preso em Curitiba, o prefeito reeleito de Salvador (BA), ACM Neto (DEM) e do pré-candidato do PDT à presidência da República em 2018, Ciro Gomes.

De acordo com o documento, os governadores são Rodrigo Rollemberg (PSB-DF), Flávio Dino (PCdoB-MA), Jackson Barreto (PMDB-SE) e Sueli Campos (PP-RR). Os conselheiros de contas são Mário Negromonte (BA) e Waldir Barbosa (MS). Todos foram deputados no período investigado pelo Ministério Público.

A assessoria de Rollemberg disse que ele “considera legítima e saudável toda investigação de possíveis casos de uso indevido de dinheiro público”. “Durante todo o período de exercício do cargo de deputado federal, usou as cotas de passagem exclusivamente em atividades parlamentares”, afirmou em nota. Segundo os auxiliares do ex-parlamentar, ele foi ao exterior em dezembro de 2007, mas a trabalho. O evento era a Conferência Parlamentar Internacional sobre Mudanças Climáticas, no Parlamento Britânico, em Londres. “Rollemberg representou o Congresso Brasileiro e foi palestrante no encontro internacional. Em nenhum momento foram expedidas passagens para familiares.”

O ex-governado do Distrito Federal Agnelo Queiroz disse ao jornal que estava em reunião e não poderia prestar esclarecimentos naquele momento.

O governador Flávio Dino disse que usou sua cota de passagens “exclusivamente em atividades políticas e parlamentares”, incluindo o uso de terceiros. Mário Negromonte e Waldir Barbosa não foram localizados.

Um comentário em “Flávio Dino e mais três governadores são denunciados por suposta “farra das passagens””

  1. Sesebastião Lopes pimenta

    6 anos atrás  

    Você já viu algum político confessar crimes antes de ser preso ,o Maluf com todas as provas ,ele dizia que dinheiro não era dele.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>