Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

O fator Hilton Gonçalo na disputa ao governo

17 de agosto de 2013 : 08:23

É evidente que as atenções para a disputa de governador estejam voltadas para o presidente da Embratur, Flávio Dino (PC do B) e o secretário estadual de Infraestrutura, Luís Fernando (PMDB), por circunstâncias naturais, o comunista é o bem mais colocado e está em campanha desde 2010, quando foi derrotado nas eleições e o outro é o nome do grupo governista que tenta manter seu domínio no estado. Porém outros nomes podem atuar e ter papel principal na corrida eleitoral de 2014.

Muito se fala em Eliziane Gama (PPS), uma vez que ela teve expressiva votação para a disputa de prefeito ano passado, porém nem a própria acredita na campanha e diz para os próximos que a sua intenção mesma é ser candidata a deputada federal. Outro nome apontado é Hilton Gonçalo, ex-prefeito de Santa Rita, o qual vem aparecendo constantemente nas pesquisas, oscilando entre 6% e 8%, o que poderia chegar a definir uma eleição no 1º ou 2º turno.

Hilton Gonçalo vem contabilizado mais 6% da preferência do
eleitorado nas pesquisas eleitorais apresentadas

Diferente da deputada estadual, Hilton Gonçalo deixa claro que para ele só existe uma possibilidade em 2014, o lançamento da candidatura própria. O ex-prefeito diz que não tem vocação para o legislativo e caso não seja possível entrar na disputa majoritária, ele ficará fora da eleição para qualquer outro cargo.

Hilton Gonçalo ainda está no PDT, o partido dificilmente lhe dará a legenda para disputar o governo, porém uma série de legendas vem oferecendo a Gonçalo a possibilidade de disputa. O PP, PRP, PSDC, Rede e agora o PR fizeram convites ao ex-prefeito. Ele diz ainda esperar mais um pouco as negociações para decidir um rumo que irá tomar, porém antes mesmo de sua candidatura ele já conta com o apoio dos deputados federais Waldir Maranhão (PP) e Domingos Dutra (PT), além de nomes Edson Vidigal (PSB) e Igor Lago (sem partido).

Em pesquisa divulgada recentemente, coloca Hilton Gonçalo com 6,2% da preferência dos votos, uma marca muito expressiva para quem não possui a exposição dos dois principais postos até o momento. Porém ao detalhar a pesquisa, podemos perceber que o potencial do ex-prefeito é grande e ainda pode subir.

Para se ter ideia na região norte do estado, Gonçalo aparece na frente do candidato governista. Hilton tem 11,1% contra 10,5% de Luís Fernando.

Porém o que mais anima Hilton Gonçalo e pode fazer toda diferença na disputa eleitoral próximo ano é a rejeição do candidato peemedebista. No total é registrado 40,5% de eleitores que não votariam de jeito nenhum em Luís Fernando, logo se ele apresenta no momento apenas 15%, o seu potencial de crescimento é muito pequeno.

Na região norte do estado, Hilton Gonçalo aparece melhor colocado do que Luís Fernando

Enquanto isso o ex-prefeito de Santa Rita quase não apresenta rejeição, por ser um nome novo. Sabendo da diferença que ele pode fazer, Flávio Dino já tentou convencê-lo a não entrar na disputa e embarcar na candidatura única oposicionista. Como resposta recebeu um não, pois segundo Hilton Gonçalo: “a eleição para governador tem dois turnos, ou seja, temos inúmeras possibilidades”, argumentou.

Vale lembrar que em 2002, Jackson Lago deixou de ir para o segundo turno com Zé Reinaldo por conta dos 5% de Ricardo Murad que não foram contabilizados. Em 2014, a porcentagem que obtiver Hilton Gonçalo pode fazer diferença direta no resultado final.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>