Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Pedro Fernandes reitera interesse do PTB na vaga de senador

1 de abril de 2014 : 10:00

O Imparcial

O secretário de Educação, Pedro Fernandes, presidente estadual do PTB, será um dos gestores que irá se desincompatibilizar no dia 2 de abril. Até o presente momento era certeza a candidatura dele à reeleição na Câmara dos Deputados, mas especulações giram em torno de uma provável candidatura ao Senado Federal.

O gestor da Educação foi apontado recentemente por alguns setores da imprensa como um provável candidato do grupo ao qual pertence. Em entrevista a O Imparcial, Pedro Fernandes não afirmou que seria candidato, porém não descartou a hipótese. “O debate sobre a vaga de senador ainda existe sim entre os membros do partido. Não posso dizer que sou um pré-candidato, mas é uma questão que só poderei afirmar com certeza depois que eu sair da secretaria”, afirmou.

Esse mesmo ponto já foi levantado por outros membros do partido. O deputado estadual Manoel Ribeiro já havia se posicionado, em entrevista e em discurso na tribuna da Assembleia Legislativa do Maranhão, pela vaga do grupo pertencer ao PTB. O parlamentar defende a tese de que se hoje o senado é ocupado por um parlamentar do partido, o acordo deve assim ser mantido.

O titular do mandato, senador Epitácio Cafeteira, porém já declarou publicamente que apoia o senador Edson Lobão Filho (PMDB), mesmo sendo de outro partido. Segundo Cafeteira, o mandato é do povo, mas se tiver de apoiar alguém será Edson Lobão Filho.

Em oportunidades anteriores, Pedro Fernandes também comentou a afirmação de Cafeteira dizendo que respeita a opinião do senador, porém a opinião dele não representa o partido de forma oficial, cuja tese deverá ser debatida em encontros, a serem realizados ainda no mês de abril.


*Texto produzido pela jornalista Glaucione Pedrozo

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>