Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

PSC em crise: Aluísio Mendes e Lahesio Bonfim já não falam a mesma língua

11 de maio de 2022 : 07:58

O PSC do Maranhão entrou em crise. Após o anúncio da pré-candidatura de Roberto Rocha (PTB), à reeleição ao Senado com um apoio de uma frente ampla, o pré-candidato ao Governo do Maranhão, Lahesio Bonfim, afirmou que não faz parte desse projeto. Para piorar, declarou em entrevista que o presidente do partido, Aluísio Mendes, não tem procuração para falar por ele. O deputado federal já respondeu e disse que tudo foi combinado previamente.

A crise no PSC do Maranhão explode faltando pouco mais de dois meses para as convenções partidárias. E já deixa em dúvida, essa possível frente em torno do nome de Roberto Rocha.

Em entrevista a uma rádio do interior, Lahesio declarou: “O Aluísio não tem procuração para falar pelo Lahesio Bonfim. Ele foi lá [na reunião com Roberto Rocha] falar pelo partido dele, o PSC. O Lahesio Bonfim está focado em ser governador”.

Em resposta no blog do Gilberto Leda, Aluísio Mendes declarou: “Tudo que fiz foi acertado e combinado com ele”.

Mas Lahesio pode não ser o único a não concordar com o apoio a reeleição de Roberto Rocha. O deputado estadual Wellington do Curso também filiado ao PSC, ainda não digeriu a “traição” atribuída ao senador na disputa municipal de 2020 em São Luís.

Diferenças políticas a parte, a crise do PSC serve para evidenciar o quão é confuso o ex-prefeito de São Pedro dos Crentes que já foi filiado ao PSDB, PSL, Agir36 e PTB, antes de fechar com o partido comandado por Aluísio Mendes.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>