Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Feliz Ano Novo! Eu estou pronto para encarar 2020 e você?

31 de dezembro de 2019 : 07:26

Você já reparou que todo ano a história se repete?

Praticamente 90% das pessoas estão publicando em suas redes sociais ou falando em suas conversas cotidianas que estão doidas para o ano acabar. Alguns chegam até utilizar a expressar, “vaza 2019, vem com tudo 2020”. Pelo menos vejo essa história se repetindo por mais de dez anos. É a mesma lenga-lenga anualmente.

Viramos profissionais em reclamar. Mas muito mais que isso, todo ano a história se repete, pois, dificilmente estamos fazendo algo para isso mudar.

Eu tenho buscado o hábito de não reclamar, mas se somente se, agradecer de forma permanente. E olha que tive um dos anos mais difíceis da minha vida, encarei a dor mais profunda até então experimentada. Perdi no plano material a minha vó, ser humano este que ofereceu o maior amor do mundo para seus filhos, netos e aqueles que a cercavam. Por conta dessa característica, digo que ela só nos deixou na forma física, pois ela segue vivendo em nossos corações e mentes.

Mas 2019 também foi um ano de transformação e mais uma vez de amadurecimento. Passei a compreender que aquilo que não posso mudar, não deve me incomodar. Mas devo observar aquilo que tenho controle para torna-lo melhor.

Parei de responsabilizar os outros por minhas atitudes ou atribuir ao azar coisas de ruins que me aconteciam. Passei a ter a compreensão que ainda que eu seja pressionado, a decisão final é minha, eu tenho livre arbítrio, portanto se escolher sofrer ou ser feliz, esta vai ser uma responsabilidade exclusiva minha. E quanto a sorte, esta sou eu que faço.

Escutar o outro com mais atenção, perceber que você não vive só, faz com que você enxergue um mundo completamente diferente e aí vai entender que viver agradando os outros, satisfazendo o ego ou alimentando vaidades é simplesmente uma perda de tempo.

É um clichê, mas a vida é breve e passageira, e estamos numa escalada que não tem volta. A vida só tem porta de saída, infelizmente. Mas gosto de lembrar: viver é bom demais. Portanto desperdiçar o tempo com coisas pequenas ou bobas, não está mais no meu script.

Entendo que apesar das dores, dos descontentamentos, das decepções, o meu ano foi maravilhoso e assim tenho tratado todos os que tem passado.

Mais uma vez descobri que o mundo está cheio de pessoas maravilhosas, basta você se permitir a conhece-las. O planeta é enorme e temos tantas coisas para conhecer. Tenho me permitido aprender muito nos últimos anos.

É impossível deixar de citar, o amor, afinal uma vida sem amor é uma vida sem sentido. Este sentimento nos move, nos transforma e 2019 também foi tempo de amar, redescobrir que o amor está em nós.

2019 também foi um ano de restabelecer e fortalecer amizades, não se vive em uma bolha com uma perspectiva de que você é autossuficiente, obviamente temos nossos momentos sozinhos, mas projetar uma vida de isolamento com certeza não é significado de saúde social neste planeta.

2020 vem chutando a porta, e assim serão os próximos anos, tenham certeza. Cada vez mais estamos acelerados, por uma pressão do meio, lembram do processo de osmose? Exatamente isso que está acontecendo, estamos vivendo uma 500 milhas de Indianópolis de forma permanente.

E é necessário ter serenidade, afinal para todo o propósito há tempo e modo, lembro Eclesiastes. Por isso também há tempo de desacelerar, cuidar daquilo que os outros não deem tanto valor ou esteja esquecido.

Não importa como você escolheu viver, o que vale é refletir: estou feliz? Se a resposta for positiva, maravilha, sigamos assim. Mas se a resposta for negativa, há tempo de fazer diferente, existe sim uma forma de viver bem e a resposta está dentro de nós.

Eu estou pronto para encarar 2020 e você?

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>