Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Alunos do Maranhão Profissional têm aulas práticas de operador de caixa

25 de julho de 2014 : 19:16

Cerca de 90 alunos do curso profissionalizante de operador de caixa promovido pela Universidade Virtual do Maranhão (Univima) iniciaram suas aulas práticas no laboratório do Centro de Capacitação Tecnológica do Maranhão (Cetecma), na Praia Grande. Os alunos são dos polos do Saisp Leste, localizado no bairro do Maiobão, do CVT Estaleiro Escola, que fica no Sítio Tamacão, e da Unidade de Segurança Comunitária (USC) Divineia/ Vila Luizão.

Os alunos, na sua maioria, desempregados destacam a importância das aulas para a inserção no mercado de trabalho. Para o jovem Hélio Ferreira da Silva, que na próxima segunda-feira (28) irá fazer a sua primeira entrevista de emprego, o curso foi motivador. “Já estava meio desanimado à procura de emprego, mas, depois que comecei a ter aulas percebi que o mercado de trabalho está aberto para quem tem conhecimento profissional. Estou muito otimista e sei que em breve estarei trabalhando”, relatou o aluno do polo da USC Divineia/ Vila Luizão.

Além de aulas práticas dos principais softwares utilizados no mercado de trabalho, os alunos, também, recebem conhecimento sobre relacionamento interpessoal, empreendedorismo e perfil profissional. “A importância da capacitação é muito grande, depois deste curso já penso em montar meu próprio negócio”, afirmou animada a aluna do polo Saisp Leste do Maiobão, Darlene Moraes.

As aulas desta primeira etapa do programa Maranhão Profissional serão encerradas no fim do mês de agosto, já as inscrições para a segunda etapa de 2014 devem ser iniciadas em setembro.

Inclusão Social

Os cursos são realizados em diversas regiões do Estado, algumas delas de vulnerabilidade social; como é o caso do bairro da Divineia, em São Luís. O tutor do polo que funciona na USC do bairro destacou que muitos jovens têm buscado os cursos como uma forma de se afastar da criminalidade.

“Os índices de violência e inserção de jovens em delitos, naquela área, tem diminuído consideravelmente. A procura dos cursos é grande, antes mesmo de terminar a turma, eles já querem se inscrever em outra. E para nós é muito gratificante observar essa motivação deles, e principalmente, a recuperação de alguns”, pontuou Hélio Ferreira da Silva Júnior.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>