Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Salário de professor municipal é maior que o dobro da média nacional

4 de junho de 2014 : 07:00

Os salários dos profissionais do magistério da rede municipal de ensino de São Luís para carga horária de 40 horas superam o dobro da média salarial nacional. O piso nacional dos professores de educação básica, estabelecido pelo Ministério da Educação (MEC), está fixado em R$ 1.697,37. Em São Luís, os professores em início de carreira têm o vencimento de R$ 3.509,06, podendo receber, com a progressão horizontal, até R$ 5.593,56. O valor do reajuste de 9,5% concedido no ano passado aos professores de São Luís também é superior em relação à maioria das capitais brasileiras, de acordo com dados fornecidos pelos próprios sindicatos municipais.

Para professores com carga horária de 20 horas, o valor dos salários pagos pela Prefeitura de São Luís é superior a pelo menos cinco capitais, entre elas Porto Alegre, um dos municípios mais ricos do país. Em Recife, por exemplo, o pagamento mensal ao magistério municipal por 36h é de R$ 2.080. Já em Goiânia, o docente com carga horária de 40h recebe R$ 2.262,35 e em Cuiabá o profissional com a mesma carga horária recebe em média R$ 3.370,06.

Para o secretário municipal de Educação, Geraldo Castro, a gestão do prefeito Edivaldo prima pela valorização da força de trabalho responsável pelo processo de ensino e aprendizagem.“O prefeito é um grande incentivador das ações que beneficiam nosso quadro de docentes, pois, assim, as crianças são favorecidas com uma Educação de qualidade, já que professores mais capacitados e melhor remunerados desenvolvem seu trabalho com melhor qualidade”, disse.

Em comparação com outras capitais do Brasil, o reajuste de 9,5% oferecido em 2013 pela Prefeitura de São Luís à categoria foi o mais alto. Em Curitiba, por exemplo, o reajuste concedido foi de 5,38%. Os percentuais concedidos no ano passado foram acompanhados por garantias importantes como o estabelecimento de uma mesa permanente de negociação com as diversas categorias que formam o corpo funcional da administração.

Mais benefícios

Os profissionais da educação tiveram outros benefícios significativos na atual gestão como a implantação de 1/3 da hora atividade. O direito estava garantido desde 2008 pela Lei 11.738, mas foi efetivado aos educadores do município de São Luís apenas na atual administração. O pagamento da progressão horizontal referente ao ano de 2011 e vertical dos anos de 2010, 2011 e 2012, além de retificações e titulação correspondente aos anos de 2011 e 2012, também foi garantido a esses profissionais.

Outros investimentos em relação ao quadro de docentes da rede municipal de São Luís têm sido realizados. A realização de parcerias como a firmada com a Universidade Estadual do Maranhão (Uema) garantiram um importante passo na qualificação dos profissionais dos professores. Em março deste ano, foi firmado convênio destinando 180 vagas no curso de Licenciatura em Pedagogia aos professores, gestores e técnicos da Secretaria de Educação (Semed).

Para a professora Helena Duarte, a garantia dos direitos da categoria reflete uma preocupação com a qualidade do ensino. “A valorização desse profissional que dedica a vida a transmitir o conhecimento promove, indiscutivelmente, melhoria na qualidade da Educação. O profissional capacitado e remunerado de forma justa está melhor preparado para o exercício de suas atividades”, disse a docente.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>