Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

A volta do cartel da gasolina em São Luís

19 de março de 2014 : 07:13
Em menos de um mês o preço da gasolina subiu 11,11%, passando de R$2,699 para R$2,999 em São Luís. Se já não bastasse o aumento surpresa, agora não é mais possível procurar combustível mais barato na cidade, uma vez que desde o Bairro de Fátima até o Calhau, está sendo praticado o mesmo preço, o que volta a sugerir a prática de cartel.

Vale lembrar que em 2011 a Agência Nacional de Petróleo (ANP) encaminhou à Secretaria de Direito Econômico (SDE) do Ministério da Justiça denúncia sobre a existência de “possível” cartel da gasolina em São Luís do. Através de uma fiscalização realizada na cidade, foi constatada uma escalada dos preços dos combustíveis acima da média entre janeiro de 2010 e março de 2011. 

Três anos depois, também pode ser questionamento a elevação nos preços de forma abrupta, uma vez que não houve nenhum aumento registrado pela Petrobras ou ANP nos últimos meses.
O Sindicato dos Revendedores de Combustível do Estado do Maranhão (Sindcomb), afirma por meio de nota que o aumento foi causado por conta da retirada de descontos oferecidos pelas distribuidoras. Dessa forma, a elevação de preços ao consumidor seria apenas o repasse do aumento nas distribuidoras. Isto vem ocorrendo antes do período carnavalesco, que o preço médio era de R$2,699 e pulou para R$2,799, logo após o feriado a expectativa é que baixasse o custo, mas ocorreu ao contrário, uma vez que os preços chegaram a R$2,999.
Semelhante explicação foi dada em 2011, mas não satisfez o Ministério Público que iniciou uma ação de investigação contra os donos de postos de combustíveis, que acabou atuando pelo nove empresários do setor.

Para o diretor-geral da ANP, Hélder Queiroz já declarou publicamente, “nada justifica” que postos de combustíveis pratiquem o mesmo preço na venda de gasolina e etanol quando cada um tem custos de estrutura diferentes (aluguel, gastos com pessoal, equipamentos, localização etc.).

O Ministério Público deveria voltar as suas atenções novamente para esse possível crime que está sendo cometido em São Luís, por proprietários de postos de gasolina.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>