Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Servidores do Socorrão I realizam greve e pedem saída do diretor Érico Cantanhede

29 de janeiro de 2014 : 09:25
Cerca de 100 servidores do Hospital Municipal Djalma Marques, o Socorrão I, fecham neste momento a Rua das Cajazeiras, em protesto a má administração do hospital pelo atual diretor Érico Cantanhede, Usando palavras de ordem, médicos, enfermeiros, farmacêuticos, técnicos de enfermagem e maqueiros dizem que o médico é um verdadeiro ditador. Através do carro de som, os manifestantes acusam o diretor do Socorrão I de “enriquecer ilicitamente as custas do povo e nomeando parentes e amigos no hospital”. Os funcionários exigem a presença de Érico Cantanhede, que costumeiramente não está na Unidade, uma vez que mantém diversas atividades como professor do UniCeuma e médico na cidade Peritoró. O caos está instalado no hospital, que pode entrar em colapso nesta manhã.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>