Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Saiba quem são os principais financiadores das candidaturas do PT, PSDB e Marina Silva

28 de outubro de 2013 : 21:02

Diante de um cenário de candidaturas ainda indefinido e com o país crescendo em ritmo mais fraco que o de 2010, o setor produtivo tende a demorar mais para decidir em quais candidatos ao Palácio do Planalto investirá seus recursos na campanha de 2014. A disputa promete ser uma das mais liberais dos últimos anos. O PT, de Dilma Rousseff, aposta nas concessões de portos, aeroportos, rodovias e ferrovias para destravar o crescimento. O PSDB mantém seu discurso de parceria com a iniciativa privada enquanto o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, esforça-se para se tornar confiável. “Tanto Aécio quanto Eduardo têm um bom trânsito entre os empresários”, confirma um presidente de entidade empresarial.

Apesar do relacionamento conflituoso com os empresários, a presidente Dilma Rousseff leva vantagem nessa disputa. Além de ser candidata à reeleição, ela integra o grupo político que está no poder há 10 anos. Em 2010, ela teve, entre doações de pessoas físicas e jurídicas, R$ 135 milhões disponíveis para a campanha. O tucano José Serra recebeu R$ 106 milhões, e Marina Silva — na época filiada ao PV — recebeu minguados R$ 24 milhões.

O Planalto já mapeou quem, neste momento, está mais próximo de Dilma. O setor de construção civil tende a continuar apoiando o PT, de olho nas grandes obras do PAC e nas concessões do setor de infraestrutura, que a presidente promete tirar do papel em um eventual segundo mandato. “O PIB ligado à construção sabe que o nível de investimento do país é baixo, que a qualificação da mão de obra é insuficiente. Mas tem medo de que o monetarismo dos tucanos implante a ortodoxia e corte recursos para obras de desenvolvimento”, disse um político acostumado com disputas eleitorais.
Principais financiadores dos presidenciáveis na campanha de 2010
Dilma Rousseff (PT)
» Camargo Correa – R$ 7 milhões
» Andrade Gutierrez – R$ 4,6 milhões
» JBS S/A – R$ 6 milhões
» Metalúrgica Prada – R$ 2 milhões
» Queiroz Galvão – R$ 2 milhões
» Ambev – R$ 1,5 milhão
» Hypermarcas – R$ 1,5 milhão
» Arcelor Mittal – R$ 1 milhão

 R$ 135,5 milhões

José Serra (PSDB)
» ARG – R$ 3 milhões
» Alvorada S/A – R$ 4 milhões
» Camargo Correa – R$ 2 milhões
» Andrade Gutierrez – R$ 2 milhões
» Queiroz Galvão – R$ 2 milhões
» Gerdau – R$ 3 milhões
» Hypermarcas – R$ 1,5 milhão
» JBS – R$ 3 milhões

 R$ 106,5 milhões

MARINA SILVA (PV)
» Guilherme Leal (Natura) –  R$ 10,72 milhões
» Andrade Gutierrez – R$ 1 milhão
» Camargo Correa – R$ 1 milhão
» Eike Batista – R$ 500 mil
» Embraer – R$ 350 mil
» Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração – R$ 300 mil
» Ambev – R$ 300 mil
» Maria Alice Setúbal (Itaú) – R$ 300 mil
 R$ 24,93 milhões

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>