Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Governo teme saída de Arnaldo Melo do PMDB, por isso dificultará novas desfiliações

16 de setembro de 2013 : 08:05

Estava tudo transcorrendo bem quanto a saída do deputado estadual Afonso Manoel  do PMDB para o PSD, já tinha mais de mês que a desfiliação tinha sido anunciada, mas de repente houve uma mudança repentina, o partido resolveu que iria reivindicar o mandato. Mas o que aconteceu? Fábio Braga e Stênio Rezende já tinham anunciado que deixavam a legenda, mas pior ainda estava por vir, o presidente da Assembleia, Arnaldo Melo começa a se articular também para deixar o PMDB.

Arnaldo Melo tem bom trânsito no meio político

A notícia caiu como uma bomba no Palácio dos Leões, uma vez que é praticamente certo que Arnaldo venha assumir o governo em março de 2014, quando Roseana e Washington (PT), devem renunciar em conjunto para disputar as eleições do senado e de deputado federal, respectivamente.

O temor de que o governador do Maranhão por 9 meses não seja do PMDB vem assustando toda cúpula peemedebista, por isso decidiram fazer um jogo de cena, através do presidente de honra, Remi Ribeiro, “vamos reivindicar a vaga, caso Afonso saia do partido”.

Porém não faz sentido comprar uma briga com um aliado e ainda correr o risco de criar uma nova cisão na base governista. Tudo indica que a pressão imposta sob Afonso Manoel está servindo de alerta para os demais que desejam deixar a legenda, até mesmo para o presidente Arnaldo Melo.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>