Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

“Dilma não vai subir no palanque de Flávio Dino”, garante dirigente da executiva nacional do PT

24 de setembro de 2013 : 08:05
Parece que está cada vez mais próximo a reedição da aliança PT/PMDB no Maranhão e isto quem diz agora, não são membros do partido no estado, mas sim o secretário de Comunicação da executiva nacional do Partido dos Trabalhadores, Paulo Frateschi, que chega a cravar que a presidente Dilma Rousseff não irá subir no palanque do presidente da Embratur e pré-candidato ao governo Flávio Dino (PC do B). O dirigente afirmou que encontros constantes entre o comunista com Eduardo Campos tem irritado a cúpula petista.
Paulo Frateschi veio ao Maranhão deixar recado que PT prefere palanque com o PMDB
Em rápida passagem pela capital, convidado para prestigiar o lançamento da candidatura de Raimundo Monteiro a presidência do PT no Maranhão, o dirigente nacional declarou em seu discurso, que “no Maranhão não será diferente do resto do país, o PT e o PMDB vão continuar caminhando juntos”.

Após participar da atividade partidária, Paulo Frateschi revelou como a direção nacional do PT vem avaliando a situação no estado. “Nacionalmente não temos dúvidas e não nos arrependemos em nenhum momento de ter feito a aliança que fizemos, pois assim entendemos que ajudamos a governar o Brasil. E tenho certeza que o povo maranhense obteve avanços com esse governo que é fruto de uma aliança do PMDB e PT”, argumentou.

O dirigente petista ainda aproveitou para falar sobre a situação da articulação partidária que a legenda vem desenvolvendo para garantir apoios para a eleição de 2014, “infelizmente perdemos um grande apoiador recentemente, não foi bom para nós a saída do PSB, o Lula não queria que isso acontecesse, mas vamos tentar recuperar essa perda dialogando”, informou.

Foi a partir desse ponto que Paulo Frateschi comentou sobre a relação do PT com o PC do B no Maranhão. “Nós já soubemos que eles já receberam o Eduardo Campos e fazem uma política de aproximação com o PSDB, se isso for verdadeiro a porta fica fechada. Aqui no Maranhão não existe a chance de Dilma subir em dois palanques, então dificilmente a presidente vai subir em um palanque que esteja o Flávio Dino, que possivelmente será adversário da candidatura apoiada pelo PT”, anunciou.

Sobre a possibilidade do presidente da Embratur deixar o cargo do governo federal, o membro da executiva nacional do PT diz que isto é uma questão ainda a ser analisada, mas que ele não tinha nenhum posicionamento a respeito do assunto.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>