Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

PSDB abre o diálogo com Eliziane Gama, visando disputa ao governo de 2014

24 de agosto de 2013 : 18:05

A cúpula do PSDB maranhense voltou a se reunir neste sábado (24). Só que ao invés de ser um encontro fechado como o de sexta-feira (23), o novo encontro contou com a presença da pré-candidata ao governo Eliziane Gama (PPS), o suplente de vereador João Batista Matos (PPS) e o ex-presidente do PPS-MA, Paulo Matos. Na pauta, a aliança visando a disputa do governo em 2014.

Eliziane busca o apoio do PSDB para embalar sua pré-candidatura ao governo
Durante o encontro realizado na sexta-feira (23), entre os deputados estaduais e federais ficou acertado que o PSDB vai declarar apoio ao grupo que conceder um espaço na disputa majoritária aos tucanos, seja a vaga de vice-governador ou de senador, “de preferência ao senado federal”, como afirmou o presidente Carlos Brandão.
Visivelmente empolgado com o encontro, Eliziane Gama disse que sua pré-candidatura começa a marcar espaço e diz que começa a deixar de ser uma possibilidade, para virar uma certeza. “O apoio do PSDB é fundamental para esse projeto, existe uma aliança nacional entre os dois partidos e aqui podemos fazer o mesmo no Maranhão”, declarou a deputada estadual.
Brandão disse que a “decisão de escutar o PPS é justa por parte do PSDB”, pois está diante de tudo aquilo que ele vem colocando, “que o partido vai escutar todos os grupos para que seja tomada uma posição final”. Inclusive o deputado federal informou que pelo menos 130 diretórios municipais do PSDB já vem participando dessas discussões.
Apesar de não garantir o apoio a candidatura de Eliziane Gama, todos os presentes no encontro estavam muitos empolgados com a possibilidade discutida. A pré-candidata ao governo chegou a anunciar que a sua proposta será diferente dos demais grupos postos atualmente, não de discutir lado A ou B, mas sim apresentar um projeto concreto para o estado.
Na avaliação dos presentes do encontro a aliança tem chances reais de ser consolidada, uma vez que os dois partidos mantém uma tendência semelhante diante do projeto nacional posto até o momento.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>