Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

A vergonha pode ficar ainda maior

23 de outubro de 2009 : 17:39

Sampaio e Maranhão enviaram uma nota através dos seus sites, reconhecendo que erraram ao votar a favor da participação de Moto e Itinga na Série B, do Campeonato Maranhense de 2009, sendo que só o time rubro-negro se aproveitou da situação, uma vez que o time do interior se viu sem recursos financeiros para a participação na disputa. Após toda lambança fica fácil pedir “desculpas”.
Claro que a culpa não é somente dos clubes que votaram a favor da participação dos clubes rebaixados em 2009, vale lembrar que os 10 clubes votaram a favor da medida, a Federação Maranhense de Futebol – FMF – e o Moto Club também são grandes responsáveis pela maior vergonha do futebol maranhense.
Algo parecido havia ocorrido há uns três anos em Minas Gerais, o tradicional clube do América/MG foi rebaixado para segunda divisão do campeonato estadual local, a Federação e o clube, tentaram colocar o Coelho, mascote do time, na disputa da divisão de acesso do mesmo ano, mas lá os clubes e a Justiça não permitiram que o mesmo ocorresse, fazendo com que o clube mineiro só disputasse o certame no ano seguinte.
O mesmo deveria ter ocorrido aqui, mas o nosso futebol já anda tão bagunçado e monótono, que imaginaram que um Campeonato Maranhense de 2010 sem o Moto, não poderia existir, os clubes, entre eles o próprio Papão e seus adversários, e a FMF, forçaram a sua participação e hoje uma semana depois, o resultado de tudo isso repercute no mundo todo.
É uma pena que o futebol maranhense é destaque nacional e mundial por esse motivo, o que resta agora para os clubes “trapalhões” é ficar nesse jogo de pedido de desculpas que infelizmente já não adianta mais de nada, pois o resultado já se deu e agora a vergonha vai ser maior, pois para o Moto Club participar na divisão de elite do futebol maranhense de 2010, terá que ser no tapetão e que não se duvide que isso ocorrerá, bem aí estará deflagrado mais uma vez o quão é vergonhoso o futebol local ou quem sabe aí seja o marco para a morte e o nascimento de uma nova era futebolística no Maranhão.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>