Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Com apenas 9 candidatos a deputado estadual no União Brasil, Neto Evangelista terá que repetir votação de Duarte para garantir a reeleição

7 de agosto de 2022 : 11:18

Neto Evangelista foi um dos político mais badalados do Maranhão entre os anos de 2012 e 2020, candidato a vice-prefeito de São Luís, reeleito deputado, secretário de Desenvolvimento Social e candidato a prefeito de São Luís. Mas desde que saiu derrotado na última eleição, após receber uma injeção de apoio de vários aliados, dentre eles Weverton Rocha (PDT) e Roseana Sarney (MDB), ele entrou em uma espiral negativa e agora em 2022, corre sério risco de não conseguir se manter na Assembleia Legislativa na legislatura de 2023-2026. Filiado ao União Brasil, ele terá apenas oito companheiros na disputa pela vaga de deputado estadual e seu desempenho tem que ser tão bom, que ele terá que no mínimo, repetir a mesma votação de Duarte Júnior (seu maior desafeto) em 2018 para ser reeleito.

Em 2018, Duarte Júnior foi eleito com 65.144 votos, sendo que destes, mais de 46 mil foram só em São Luís. Na mesma eleição, Neto teve 49.480, mas só pouco mais de 12 mil na capital maranhense. Agora em 2020, Evangelista não terá a concorrência do desafeto, mas chegar ao patamar de 40 mil votos será um grande desafio para o deputado estadual.

Diante do crescimento do eleitorado maranhense e se mantendo a abstenção eleitoral da última eleição, o quociente eleitoral para deputado estadual pode ficar entre 90 mil e 100 mil, o que obrigaria Neto a ter um desempenho espetacular, nunca obtido em uma eleição. E ainda assim contar com a ajuda dos seus companheiros de partido.

Junto com Neto Evangelista, concorrem Hilário Neto que foi candidato derrotado a vice-prefeito em Lago da Pedra em 2020, Chiquinho Bringel, vereador de Carolina, eleito com 402 votos em 2020; Dário Sampaio, candidato derrotado a prefeito de Senador La Rocque, que teve 4442 votos em 2020; Professor Ludendorf, candidato derrotado a vereador de Codó, que teve 49 votos em 2020; Kessia Nicolle, candidata derrotada a vereadora de São Luís, que teve 97 votos em 2020 e mais Claudia Melo Lima, Liziane de Oliveira Castro Almeida e Marcelo Soares Santos, que não foram achados históricos políticos destes.

Já para deputado federal, que era o cargo pleiteado inicialmente por Neto Evangelista, logo após a derrota de 2020, o União Brasil vai com chapa cheia para tentar eleger seus dois deputados federais – Juscelino Filho e Pedro Lucas.

E de acordo com levantamento feito pelo Blog Diego Emir, os candidatos a deputado federal do União são muito mais competitivos do que os estaduais, ou seja, poderia ter ocorrido um balanceamento nas chapas, mas deixaram Neto Evangelista no fogo.

Vale lembrar que às vésperas do prazo final de filiação partidária em abril desse ano, Neto Evangelista chegou a anunciar que estava filiado ao PDT, mas por algum motivo seu nome não apareceu na relação do partido, informação divulgada em primeira mão por este jornalista.

Agora em 2022, sem o apoio dos sogros – Maura Jorge (Lago da Pedra) e Rui Jorge (Arari) – traído pelos pedetistas e deixado a própria sorte por seus companheiros de partido, Neto Evangelista vai querer mostrar que é possível sim, se manter na política maranhense, através do cargo de deputado estadual.

Confira aqui a relação de candidatos a deputado federal. Em negrito, os dois que brigam pela vaga ou vagas.

Alex Kennedy – candidato a deputado estadual em 2018 – não eleito
Agemiro Medeiros – candidato a vereador de São Luís em 2020 – não eleito
Aldy Júnior – candidato a prefeito de Chapadinha em 2020 – não eleito, terminou em 4º lugar
Barbosa Lages – ex-vereador de São Luís – atualmente segundo suplente do Podemos
Benjamim Oliveira – candidato a prefeito de Açailândia em 2020 – terminou em segundo lugar
Bruna Bastos – candidata a vereadora de São Luís em 2020 – não eleita
Diego Tito Soares
Emilce Campos – candidata a vereadora de São Luís em 2020 – não eleita
Coronel Egídio – candidato a vice-prefeito de Bacabal em 2020 – não eleito
Mauro Ivan Santiago Júnior
Juscelino Filho – deputado federal
Katyane Leite – vereadora de Pedreiras
Kellyane Calvet – ex-vereadora de Bacabeira
Magrado Barros – ex-prefeito de Viana
Pedro Lucas Fernandes – deputado federal
Paulyna Costa Silva – candidata a vereadora de Imperatriz em 2020 – não eleita
Rômulo Trovão – sobrinho de Ricardo Murad
Vanessa Murad – vereadora de Peritoró
Tenente Welton – candidato a prefeito de Itapecuru-Mirim em 2020 – não eleito, terminou em 3º lugar

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>