Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Prefeitura de São Luís promove vacinação antirrábica no João de Deus, neste sábado (9)

8 de julho de 2022 : 17:13

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), promove, neste sábado (9), mais um dia de vacinação em cães e gatos ainda não imunizados contra a raiva animal. A ação vai acontecer das 8h às 13h no bairro João de Deus, próximo à igreja São Pedro (Rua 12 de Julho, 23). A vacinação é gratuita e garante a proteção contra a raiva nos animais e moradores da casa onde ele habita por um ano.

“A oferta permanente da vacina antirrábica é uma das ferramentas mais importantes para o Município manter sob controle a incidência da raiva na população animal da cidade. É bom destacar que a raiva não tem cura, e, manter a vacinação em dia do animal de estimação é, acima de tudo, a maior prova de amor e carinho que temos por ele”, reforça o secretário de Saúde de São Luís, Joel Nunes.

No dia da vacinação, médicos veterinários e agentes municipais de saúde irão prestar à comunidade orientações técnicas necessárias sobre a guarda responsável, sanidade animal e emissão de carteiras de vacinação.  A vacina antirrábica é oferecida pela Unidade de Vigilância de Zoonoses (UVZ) da Semus.

Saiba mais

– A partir dos três meses de idade, cães e gatos saudáveis devem ser vacinados contra raiva;

– A vacinação é anual;

– Cães e gatos devem estar saudáveis, animais com diarreias, em tratamento ou convalescendo de cirurgias devem aguardar a recuperação;

– Ofereça água e alimentação, normalmente, após a vacinação;

– Banho deve ser normal.

– Cães devem ser conduzidos por pessoas com idade e porte adequados para o manejo do animal;

– Cães bravios ou mordedores, de qualquer espécie, devem utilizar focinheira apropriada;

– Os gatos devem ser transportados em caixas apropriadas e em segurança.

Em caso de acidentes por mordedura ou arranhadura de cães e gatos:

  1. Lavar o ferimento com água e sabão e procurar orientação médica;
  2. Identifique o animal agressor e seu proprietário;
  3. Caso o cão ou gato for conhecido, observar o animal por 10 dias;
  4. Caso o animal não tenha dono, desapareça, adoeça ou morra, procure imediatamente orientação com o Centro de Controle de Zoonoses do Município (99164-9301).

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>