Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

A delicada situação de Francisco Nagib e o futuro incerto na política

24 de novembro de 2021 : 11:43

O atual diretor do Detran no Maranhão, Francisco Nagib (PDT), vive um “mar de incertezas”. Mal avaliado pelo governador Flávio Dino (PSB) e com uma série de denúncias envolvendo a sua gestão, o ex-prefeito de Codó tenta se agarrar a Carlos Brandão (PSDB), para salvar seu cargo e quem sabe emplacar sua esposa como futura diretora do órgão a partir de abril de 2022. Mas ao mesmo tempo, ele tenta se manter “bem” com Weverton Rocha (PDT), considerado como seu padrinho político.

No Ministério Público já consta uma denúncia contra a gestão de Francisco Nagib que passou a cobrar o valor de R$17 a mais por carro emplacado no Detran/MA. Essa taxa não existia na gestão anterior, mas agora com a cobrança, as empresas contempladas estão faturando em média R$6,1 milhões com a cobrança.

Foi na gestão de Nagib também que o valor da vistoria saltou de R$30 para R$115, o que representou um aumento superior a 1000%.

Balançando no cargo de diretor do Detran e as vésperas do anúncio de Carlos Brandão como pré-candidato oficial de Flávio Dino, Nagib jura fidelidade a Flávio Dino e a Weverton, porém será impossível continuar rezando para dois santos.

Em resposta a matéria, Francisco Nagib respondeu:

Não tenho conhecimento oficial de nenhuma denúncia contra mim no Ministério Público.
Em relação ao suposto aumento no valor do emplacamento, informo-lhe que isto não procede, pois, não houve reajuste de serviços do Detran-MA.
O mesmo acontece com a vistoria.
Todas as taxas que são emitidas são previstas no Código Tributário. A última alteração do código foi em 2015, no qual está prevista a taxa de vistoria comum (antiga) que custa R$ 30,00, valor que ainda estamos cobrando pelo serviço, apesar de também já estar prevista a taxa de vistoria eletrônica (atual), que custa R$ 115,00, ainda não praticada pelo Detran-MA.
Esse valores constam, inclusive, no Diário Oficial, nosso site e demais portais oficiais de Trânsito.
Aqui no Maranhão realizamos a vistoria eletrônica, mas cobramos ainda o valor da comum, R$ 30,00, inclusive é um dos valores mais baratos do Brasil.
Então, lhe esclarecendo: não houve aumento da taxa de vistoria, que custa ainda R$ 30,00.

Francisco Nagib
Diretor-geral do Detran-MA

2 comentários em “A delicada situação de Francisco Nagib e o futuro incerto na política”

  1. 2 semanas atrás  

    Tem alguma coisa boa nesse governo Flavio Dino?

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>