Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Prefeitura vai restaurar prédios para habitação no centro histórico

12 de maio de 2014 : 19:22

A Prefeitura de São Luís, por meio da Fundação Municipal de Patrimônio Histórico (Fumph), assinou na tarde desta segunda-feira (12) a ordem de serviço que determina o início da obra de restauração dos imóveis localizados à Rua da Palma, 195 e 205, na próxima semana. Os imóveis, hoje em estado de arruinamento e abandono, terão 14 unidades residenciais.

“O prefeito Edivaldo Holanda Júnior pediu empenho nos projetos de habitação de interesse social, especialmente porque, quem mora no centro histórico, contribui para o processo de revitalização da região. A convivência e bem estar dos moradores são fundamentais para a revitalização desta parte da cidade”, disse o presidente da Fumph, Aquiles Andrade.

Cada apartamento deve ter sala, um, dois ou três quartos, cozinha com lavanderia integrada à sala e um banheiro social. Os imóveis serão usados para atender segmentos populacionais de baixa renda, com condições de segurança e habitabilidade na área urbana. O prédio é um sobrado de dois pavimentos, em zona de proteção histórica e com fortes traços da construção tradicional luso-brasileira.

A proposta de restauração dos imóveis para uso residencial representa a requalificação do espaço urbano e melhoria da qualidade de vida de moradores e usuários do centro histórico de São Luís. Os projetos foram elaborados dentro dos valores estéticos e culturais do bem que está sendo trabalhado, com mínima interferência na autenticidade.

O projeto será financiado com recursos no valor de R$ 1.541.047,13, provenientes do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) com contrapartida da Prefeitura de São Luís. O prazo estimado para a execução dos serviços é de 12 meses.

O casarão da Rua do Giz, 445, também passa por restauração. No local, estão sendo construídos oito apartamentos. A previsão é que a obra seja concluída em novembro. A casa de número 415 da Rua da Palma será restaurada ainda este ano e dará lugar à Casa do Bairro, prevista para ser a sede da União dos Moradores. Os casarões de número 445 e 459 receberão 16 apartamentos. Estas obras estão em processo de licitação para que as intervenções sejam iniciadas.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>