Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Para compensar distribuição de ingressos, Sérgio Frota decide cobrar do torcedor ingressos mais caros para o jogo do Sampaio

4 de novembro de 2013 : 07:56
Na semana passada, durante as comemorações do acesso do Sampaio Corrêa a série B, vários vereadores de São Luís exaltados com a ascensão do clube maranhense. acabaram revelando que todos os jogos que ocorrem no Castelão, eles acabam recebendo de forma gratuita ingressos para os jogos da Bolívia, uma vez que o colega de parlamento, o presidente do Sampaio, Sérgio Frota (PSDB), distribui de 50 a 100 bilhetes para os vereadores. O fato explica, o número de não pagantes ser superior a 3000 pessoas nos jogos do Sampaio em São Luís. 
No entanto ao invés de coibir a prática, ocorreu o contrário. Aproveitando o acesso do time maranhense, Sérgio decidiu aumentar os valores dos ingressos, que antes custavam entre R$20 e R$50, agora vão custar entre R$30 e R$70, pior para o povo que vai pagar mais caro, já que para os vereadores e autoridades não vai fazer diferença nenhuma, afinal vão continuar ganhando os bilhetes.
Sérgio Frota aumentou preço dos ingressos dos jogos do
Sampaio na reta final do Campeonato Brasileiro da Série C
A desculpa dada pela diretoria do Sampaio para o aumento do ingresso, fica por conta de uma necessidade de aumentar a receita na reta final do Campeonato Brasileiro da Série C, uma vez que o time teve muitos gastos e ainda precisa ajustar a folha salarial dos jogadores e funcionários do clube.
Porém se a mesma diretoria fizesse uma rápida conta, perceberia que o problema não é o preço do ingresso do torcedor, mas sim a quantidade de ingressos dados. Caso os 3000 ingressos distribuídos fossem vendidos, o Sampaio poderia arrecadar mais de R$100 mil e isso colocando em uma conta por baixo. Imaginando que 1500 ingressos são distribuídos para os setores onde os ingressos eram mais barato, vendidos ao preço de R$20 e a outra metade para as cadeiras, onde os valores ficavam na casa dos R$50, o clube arrecadaria mais R$105 mil. 
Porém, parar de distribuir ingressos deve custar mais caro para a diretoria, afinal caso não ocorra mais a gratuidade, autoridades e colegas parlamentares vão ficar extremamente chateados com o presidente-vereador Sérgio Frota, então é preferível explorar o povo do que se “estranhar com os brancos”.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>