Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Advogado que atropelou quatro pessoas no Shopping da Ilha é posto em liberdade provisória

14 de junho de 2022 : 07:35

O advogado Romualdo José de Carvalho Nogueira Filho que atropelou quatro pessoas no último domingo (12), na porta do Shopping da Ilha, bairro do Maranhão Novo em São Luís, foi posto em liberdade na tarde de segunda-feira (13), após audiência de custódia. A decisão do juiz Antônio Donizete Aranha Baleeiro, considerou que não há elementos para manter a prisão do causídico, por isso concedeu a liberdade provisória.

O magistrado concedeu uma série de medidas que devem ser cumpridas por Romulado Nogueira enquanto estiver cumprindo a liberdade a provisória. Dentre as medidas estão: não se ausentar de São Luís por mais de 15 dias, comparecer todo mês do CIAPIS e informar suas atividades, proibição de frequentar bares, clubes, shows, espetáculos, festas e outros ambientes de consumo coletivo de bebida alcoólica e recolhimento domiciliar noturno das 21h00 às 06h00, nos dias úteis; e integralmente nos finais de semana e feriados.

Acidente

De acordo com o documento da Justiça, Romualdo Nogueira conduzia o veículo Fox prata que colidiu por volta das 21h40min com o cercado de ferro do estacionamento frontal do Shopping da Ilha, subindo pela calçada e atropelando quatro pessoas.

De acordo com relato do juiz, o advogado permaneceu no veículo e se recusou a realizar o teste do etilômetro, razão pela qual foi lavrado laudo de constatação. Foi verificado que o autuado apresentava claros sinais de embriaguez e ele confirmou o consumo de bebida alcoólica e drogas. Diante dos fatos, o autuado foi conduzido ao plantão policial, o qual teve sua prisão em flagrante decretada, a qual foi revestida em liberdade provisória.

2 comentários em “Advogado que atropelou quatro pessoas no Shopping da Ilha é posto em liberdade provisória”

  1. Marcinho

    2 meses atrás  

    A JUSTIÇA DEIXA UM BANDIDO DESSE EM CASA.

  2. 2 meses atrás  

    Pois é, se fosse de alguma etnia minoritária seria execrado por nossa sociedade. Não quero entrar no mérito da questão. A lei é um tanto leniente com o consumo de alcool e ou drogas. Estamos caminhando para o caos.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>