Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Pré-candidatura de Pedro Lucas a prefeito de São Luís pode ter relação com disputa em São José de Ribamar

10 de fevereiro de 2020 : 11:44

Surpreendeu a classe política o anúncio da pré-candidatura de Pedro Lucas Fernandes (PTB), a prefeito de São Luís. Inicialmente cotado para disputar o cargo, logo que venceu a eleição para deputado federal em 2018, o parlamentar acabou recuando em 2019 em favor de Osmar Filho (PDT). No entanto seu nome volta a ser ventilado agora em 2020, mas aparentemente surge como uma forma de barganha política.

Entrevistado por este jornalista, Pedro Lucas explicou que foi convidado e vem sendo estimulado pela senadora Eliziane Gama (Cidadania), para entrar na sucessão eleitoral de São Luís. Porém o deputado federal revela precisar primeiro conversar com seu partido e grupo político para tomar essa decisão, uma vez que seu partido possui dois movimentos importantes: reeleição de Eudes Sampaio em São José de Ribamar e eleição de Pedro Fernandes em Arame.

E é na disputa da terceira maior cidade do estado, que pode está a resposta para o repentino interesse de Pedro Lucas em São Luís. Lá o PTB pode enfrentar o PDT, que filiou recentemente Jota Pinto ao partido e deve concorrer ao cargo de prefeito contra Eudes Sampaio.

Porém, Pedro Lucas nega essa possível barganha política. O deputado federal explica que tem excelente relação com Weverton e Jota Pinto e que respeita a decisão deles, mas seria excelente poder existir uma composição PTB e PDT em São José de Ribamar.

Apesar da fala conciliatória, parece sim existir um interesse na barganha política. Uma vez que Pedro Lucas ao entrar na corrida eleitoral de São Luís, ele fragilizará a pré-candidatura apoiada por Weverton Rocha – Neto Evangelista – uma vez que o deputado federal contaria supostamente também com o apoio do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT), além de muitos vereadores.

Neto Evangelista vem encontrando dificuldades para ter um bom desempenho nas pesquisas, uma vez que o Governo estadual concentra forças em Rubens Júnior (PCdoB) e Duarte Júnior (Carlos Brandão), e ainda observa uma pulverização de pré-candidatos da base governista – Bira do Pindaré, Madeira, os membros do PT – o que dispersa ainda mais os apoios e votos.

Com tantos nomes na disputa, a entrada de Pedro Lucas dificultaria mais ainda a vida de Weverton e Neto Evangelista para a disputa de São Luís. No entanto, a resolução desse problema poderia está em São José de Ribamar…

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>