Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

O futuro chegou! Projeção holográfica é a nova ferramenta de mídia no Maranhão

4 de maio de 2015 : 13:00

Quem se lembra dos filmes de ficção científica, inúmeras vezes repetidos nas TVs há décadas? Da espada de luz dos guerreiros intergalácticos, da leitura da cor dos olhos ou das imagens soltas no ar?  Pois é, na época, tudo parecia impossível, porém o tempo passou e isso tudo já é realidade.

Projeo Mapeda de Veculos Lojas de lingerieNo Maranhão, uma nova tendência chega às grandes empresas, trata-se das projeções holográficas. Essa tendência caracteriza-se pela imagem projetada em vidros ou acrílicos, podendo perfeitamente chegar à imagem em HD, dependendo do tipo de equipamento usado para geração dessa imagem e luminosidade do ambiente, como os filmes de ficção.

É o que afirma o empresário do ramo holográfico, Arthur Quirino, dono da agência AQ Marketing e Publicidade, que trabalha com mídias tecnológicas recém-chegadas em São Luís. Com uma vasta experiência no ramo publicitário, vem trabalhando esse tipo de marketing no Maranhão já há algum tempo, não só atendendo a capital, como também outras cidades no Brasil. Ele afirma que com a chegada dessa nova forma de comunicação visual, as empresas ganharão uma nova opção entre as mídias já existentes para buscar a atenção dos seus clientes.

Segundo Arthur Quirino, os hologramas vêm ganhando espaço nas grandes capitais do Brasil, onde hoje é possível transformar a vitrine da sua loja em uma grande televisão com imagens em 3D, ou até mesmo, trabalhar as mídias internas com projeções em banners de imagens.

Além disso, o mapeamento holográfico já é outra atividade muito utilizada em lançamentos de veículos, pois nessa aplicação, podem ser feitas mudanças na cores dos carros, expor com mais detalhes as especificações técnicas do que está sendo apresentado, criar um cenário virtual do carro em movimento, e nos empreendimentos imobiliários, podemos criar maquetes em 3D, movimento de pessoas e janelas abertas, visualização das plantas baixas dos imóveis, ou desfiles de moda virtuais, apresentações de monografias, shows, entre várias outras situações, dependendo da criatividade do interessado em telas gigantes.

IMG_4968

Apesar da crise envolvendo alguns setores da economia, várias empresas estão se interessando, por ser uma mídia diferenciada, avançada tecnologicamente, proporcionando um visual moderno, inovador, interativo, e sem sombra de dúvidas, bem mais chamativo aos olhos dos consumidores, isso por que, as empresas poderão ter seus outdoors vivos, a partir do momento em que elas estiverem fechadas. Ele afirma ainda, que não só é possível aplicar essas mídias nas fachadas das empresas, mas também, atender outros seguimentos, como: eventos,  feiras de negócios, aniversários e casamentos.

Outra diferença interessante neste trabalho, é o acesso do próprio cliente, criando seus anúncios independentes a partir do acesso a um dispositivo, onde  ele mesmo cria  as informações que devem ser projetadas em seu painel, com imagens junto aos caracteres. Podendo também, usar vídeos a sua escolha, como o pôr do sol, aquários, cachoeiras, florestas, entre outros, todos em HD. Para isso, a empresa disponibiliza um banco de vídeos onde o cliente pode mesclar as informações da sua empresa com outras imagens do seu interesse. A agência controla as informações através de uma central de abastecimento, podendo gerar relatórios detalhados em gráficos, programar as datas comemorativas e horárias das mídias.

Os interessados podem entrar em contato pelo telefone: 98 98128-8886 e solicitar uma visita para detalhes técnicos e possibilidades de uso do sistema, isso por que, cada situação requer uma análise criteriosa do local e espaço para uso do dispositivo holográfico. A empresa está se instalando aqui em São Luís e em breve fará uma exposição em um grande Shopping da cidade para divulgação dos seus trabalhos.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>