Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Morre Ariano Suassuna, autor de “O Auto da Compadecida”, aos 87 anos

23 de julho de 2014 : 18:20

O escritor Ariano Suassuna, autor de livros como “O Auto da Compadecida” e “O Santo e a Porca”, morreu nesta quarta-feira (23), aos 87 anos. Ele teve uma parada cardíaca provocada pela hipertensão intracraniana. A família ainda não informou os detalhes do funeral.

Suassuna estava internado desde a noite de segunda-feira no Real Hospital Português de Recife, após sofrer um AVC hemorrágico. O estado de saúde de Suassuna, que estava em coma e respirando com ajuda de aparelhos, teve um piora na noite de terça com queda da pressão arterial e pressão intracraniana muito elevada. Ele deu entrada na instituição às 20h de segunda com sangramento no cérebro e foi atendido também pelo médico da família que o acompanha há anos.

Na manhã de terça, o hospital divulgou boletim médico informando que o escritor foi submetido a uma cirurgia neurológica às pressas. “O quadro clínico é considerado grave, mas estável. Ariano foi submetido, na noite desta última segunda-feira, a um procedimento cirúrgico com colocação de dois drenos para controlar a pressão intracraniana, provocada por um AVC hemorrágico. Não há previsão de alta da UTI”, dizia o boletim médico do hospital.

Em agosto do ano passado, Suassuna sofreu um infarto agudo do miocárdio e, semanas depois, foi internado com um quadro de aneurisma cerebral.

Suassuna é o terceiro integrante da Academia Brasileira de Letras a morrer em três semanas. No dia 3 de julho foi Ivan Junqueira e no dia 18, João Ubaldo Ribeiro. Apesar de não integrar o órgão, o escritor Rubem Alves morreu no dia 19.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>