Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Servidores do Socorrão I fazem paralisação por conta de má gestão do atual diretor e irregularidades

22 de janeiro de 2014 : 07:36

O Socorrão I volta a ser o centro do problema da prefeitura de São Luís. Além de não conseguir solucionar a superlotação do hospital, a atual administração continua enfrentando sérias reclamações dos servidores, que alegam continuar trabalhando sem nenhuma condição de trabalho. Os profissionais dizem que não concordam também com as práticas do diretor Érico Cantanhede que nomeado pelo prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PTC), até o momento não promoveu nenhuma melhoria, a não ser repetições do que foi feito durante a gestão do ex-diretor Yglésio Moyses.

Incompetente e péssimo gestor, Érico Cantanhede provoca a
“revolta” dos funcionários do Socorrão I, que não aguentam mais
as péssimas condições de trabalho

Diante desse caos e má gerência, os servidores da saúde prometem realizar na próxima segunda-feira (29), um ato de advertência. Segundo a nota que já vem sendo divulgada amplamente pelos profissionais dos centros de saúde da capital, “os trabalhadores estão revoltados” e não aguentam mais essa situação.

Confira a nota:

4 comentários em “Servidores do Socorrão I fazem paralisação por conta de má gestão do atual diretor e irregularidades”

  1. Anonymous

    9 anos atrás  

    Vou te dizer uma coisa blogueiro… Tem gente nesses socorrões sem a menor vontade de fazer um trabalho serio e compromissado. Podem mudar mil e um diretores ali dentro que ainda vai ter quem reclame… A culpa ai nem é da Prefeitura em si… alias o hospital funcionaria muito bem se as upas do interior do estado realmente existissem e suprissem a necessidade dessa demanda louca de pacientes que vem morrendo pra sao luis…

  2. Rui Silva

    9 anos atrás  

    Infelizmente o prefeito acaba levando a culpa por causa de servidores iguais a esse. De fato esse descaso com a populção e com os funcionários q realmentye se dedicam e trabalham diante dessa situação calamitosa é muito ruim. Mas, em contra partida, existem muitos funcionários q ñ trabalham e só batem o ponto e olhe lá, se é q fazem isso. Me pergunto, pq esses mesmos funcionários q reivindicam contra esse diretor, ñ vão para as ruas cobrar do governo os 72 hospitais do interior, pois só depois q esse povo q sofre com essa saúde decadente tiverem um hospital digno no lugar onde moram, q os hospitais da capital irão respirar. Portanto, enquanto o governo do Estado ñ resolver os seus problemas na saúde e ñ cumprir com as suas promessas, o Maranhão ñ vai evoluir.

  3. Anonymous

    9 anos atrás  

    tenho três pontos para colocar sobre este assunto: primeiro, que ninguem seja ingênuo de pensar que o problema do socorrão será resolvido da noite para o dia, pois ele é resultado de um abandono vivido há anos, é o que pode se chamar de herança maldita; segundo, o problema da superlotação só será resolvido qnd o governo do estado solucionar a falta de assistencia dos interiores, porque a maioria dos pacientes não são daqui; por fim, fiquei sabendo que existe um certo vereador que anda pagando gente em tudo qnt é lugar para fazer este tipo de protesto só para prejudicar o prefeito.

  4. Anonymous

    9 anos atrás  

    Agora como que vai funcionar corretamente e os funcionarios não irão reclamar? Se o socorrao vive em crise por que o Estado fala que vai contruir upas no interior e até hoje nunca sairam. Dai os socorroes ficam superlotados e os funcionarios nao segurram a bronca, da nisso! Se não fosse o hospital universitario(Dutra), tenho certeza que a loucura estaria maior, pq o resto nem se fala, não funcionam…

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>