Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Deputados oposicionistas afirmam que governo Roseana Sarney já ofereceu a melhor segurança pública do Brasil

16 de setembro de 2013 : 11:38

Extrapolando os limites da hipocrisia, os deputados Marcelo Tavares (PSB) e Rubens Pereira Júnior (PC do B) afirmaram no último sábado (14), durante ato de filiação de Raimundo Cutrim ao PC do B, que o governo Roseana Sarney (PMDB) teve a melhor segurança pública do país, enquanto Cutrim esteve a frente da secretaria de Segurança Pública.

Cutrim e Rubens Júnior, agora voltam a ser velhos amigos

Vale lembrar que Raimundo Cutrim assumiu a secretaria de Segurança Pública em 1997 e permaneceu até 2006, voltando a ocupar o mesmo cargo entre abril de 2009 a março de 2010, ou seja, ele esteve presente em três governos Roseana e um de Zé Reinaldo.

Os deputados oposicionistas empolgados com a filiação de Cutrim, esqueceram tudo que ocorreu e chegaram a afirmar: “no Maranhão, o cidadão dormia de porta aberta quando Cutrim era secretário”.

Enalteceram o trabalho de Raimundo Cutrim na CPI do Crime Organizado na década de 90 e disseram que o Maranhão precisa de um homem com o novo comunista para realizar a mudança que os maranhenses. Rubens Pereira Júnior foi além, disse que era amigo de longas datas de Cutrim, inclusive contou causos de como seu pai e o delegado federal se conheceram.

Nada mais certo, que a frase: “nada como um dia após o outro”. Pois quem tiver o minimo de memória suficiente vai lembrar o tanto que os oposicionistas citados criticaram a segurança dos governos Roseana. Tudo tá no passado, tudo foi esquecido, pois agora só importa o oba-oba e se vão vencer as eleições do próximo ano.

Em tempo deve-se lembrar que Marcelo Tavares (PSB) não apoiou a CPI da Agiotagem solicitada por Raimundo Cutrim e Othelino Neto (PPS), oposicionista e que inicialmente disse que iria apoiar, nunca falou uma vírgula sobre o assunto, cabe saber se Cutrim voltará a defender o tema e se terá o apoio da oposição.

Fora isso, ficam agora as glórias, nunca antes notadas pela oposição, de Raimundo Cutrim para aqueles que escutarem os parlamentares oposicionistas.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>