Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

EXCLUSIVO! PSDB quer duas secretarias, vaga de vice e o palanque para Aécio para apoiar Luís Fernando em 2014

2 de agosto de 2013 : 11:49
Engana-se quem pensa que o PSDB maranhense pode ser conquistado apenas com a oferta de uma secretaria estadual, a parceria institucional a prefeitura de Imperatriz e aos apelos do prefeito Sebastião Madeira (PSDB) para o apoio em torno da candidatura governista. O presidente da legenda tucana no Maranhão, esteve reunido com o pré-candidato ao governo, Luís Fernando (PMDB), para ouvir a proposta governista e no primeiro encontro foi oferecida uma secretaria de médio porte ao partido. Porém Carlos Brandão deixou claro que a oferta não atende as demandas do ninho tucano no estado.
Brandão que evita falar sobre o assunto, pois negocia tanto com Flávio Dino (PCdoB) como com o grupo governista, tem autorização dos correligionários do partido para buscar o melhor caminho para 2014. Porém todos tucanos são unanimes em afirmar que o fundamental é ter espaço para o palanque de Aécio Neves (PSDB), que deve disputar a eleição de presidente.
Carlos Brandão já afirmou que acerto com Flávio está mais
próximo, mas antes quer escutar todas as propostas
E é por aí que passa a negociação de Brandão com o PMDB e com o PC do B. Muito próximo do senador mineiro, o presidente do PSDB no Maranhão quer garantir o apoio da legenda com a condição, que Aécio tenha o espaço necessário para buscar votos no estado.
Porém com os mais de dois minutos de propaganda política que o partido pode oferecer a qualquer um dos aliados, Brandão entende que é possível buscar muito mais que o palanque presidencial e uma secretaria. Em encontro com o grupo governista ele teria feito a seguinte proposta: o vice seria do PSDB, duas secretarias ao partido e o palanque a Aécio em 2014.
Isto teria sido afirmado pela própria Roseana Sarney (PMDB) em encontro com a cúpula peemedebista. Porém a governadora afirmou ser impossível responder neste momento a contraproposta tucana, afinal ela esperar uma melhor definição do cenário nacional, pois se a acentuada queda de popularidade da presidente Dilma Rousseff permanecer, o PT poderia ser descartado do processo e o PSDB seria o novo aliado dos peemedebistas.
João Castelo já esteve próximo do grupo Sarney
Enquanto isso o PSDB maranhense também vai esperando passar o tempo e continuará negociando. Quando decidirem o que será mais interessante aos tucanos, eles vão declarar o apoio. Por enquanto definido somente Sebastião Madeira, que só tem a perder se tiver posicionamento contrário ou ficar na indefinição. Já os outros: Neto Evangelista (PSDB), Gardênia Castelo (PSDB), Carlos Brandão e Pinto Itamaraty (PSDB) só pensam em renovar seus mandatos e de quebra ainda incluir o ex-prefeito João Castelo (PSDB), que vem trabalhando nos bastidores para voltar a política.  

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>