Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Simplicio Araújo afirma: “As indústria não podem parar, mas devem ter cautela”

30 de março de 2020 : 08:50

Blog do Gilberto Leda

O secretário de Estado da Indústria e Comércio, Simplício Araújo (SD), defendeu, durante entrevista à TV Difusora, o recuo do governador Flávio Dino (PCdoB) em relação à possibilidade de reabertura de empresas no Maranhão, mesmo diante da necessidade de isolamento social para combater a rápida expansão do novo coronavírus (Covid-19).

De acordo com um decreto ainda em vigor, indústrias, lojas e estabelecimentos comerciais de todo tipo – exceto farmácias e aquelas que comercializam produtos alimentícios – devem ficar fechados.

O ato do governador dura até o dia 4 de abril, mas como é consenso entre a comunidade científica que o Brasil ainda está no estágio inicial da expansão do vírus, a prorrogação do prazo de vigência das medidas era o esperado.

O governo, contudo, admite dialogar com empresários para encontrar maneiras de reabrir indústrias e o comércio, mas com “cautela”, segundo Araújo.

“Nós precisamos, efetivamente, construir um caminho seguro, um caminho que garanta que as pessoas que vão estar tendo acesso a esses estabelecimentos comercial possam ter a devida proteção. Ou seja: em tendo sido provocado, em tendo sido procurado, por diversas entidades empresarias, diversos comerciantes, nós abrimos, sim, o diálogo com segmentos empresariais”, destacou.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>