Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

30% da composição da Assembleia Legislativa é formada por deputados não nascidos no Maranhão

14 de abril de 2019 : 06:16

A atual legislatura, além de um grande número de renovação, também tem como peculiaridade, a grande quantidade de deputados que não são oriundos do Maranhão. Em um levantamento feito pela revista Maranhão Hoje, atestou que pelo menos 30% dos membros do parlamento tem como naturalidade outros estados.

De acordo com a atual composição são 16 deputados no exercício do mandato que podem ser considerados forasteiros. A maior parte desses parlamentares veio da Paraíba, estado que possui cinco representantes na Assembleia Legislativa: Adelmo Soares, natural de Patos; Antônio Pereira de Teixeira; Dr Leonardo Sá, nascido na capital João Pessoa; Edivaldo Holanda de Antenor Navarro e Zito Rolim de Cajazeiras.

O Piauí é outro estado exportador de políticos para o Maranhão, Rafael Leitoa e Wellington do Curso são nascidos na capital, Teresina; já Paulo Neto é de Parnaíba e Fernando Pessoa de Picos. Do nordeste ainda Detinha de Carius do Ceará; Cleide Coutinho de Maruim de Sergipe e Édson Araújo e Roberto Costa que são de Recife, capital de Pernambuco.

Do Norte vieram Dra Thaiza Hortegal de Santarém e Professor Marco Aurélio de Conceição do Araguaia, ambas cidades do estado do Pará. De mais longe veio, Duarte Júnior, natural do Rio de Janeiro. A conta poderia ser ainda maior se contasse com o licenciado Márcio Honaiser, que é natural de Carazinho do Rio Grande do Sul.

O que chama atenção no levantamento é que apesar da maior parte dos deputados ter nascido fora do estado, praticamente todos se tornaram lideranças fortes em diversos municípios maranhenses.

Em Caxias, os paraibanos Adelmo Soares e Cleide Coutinho exercem forte influência, assim como Dr Leonardo Sá em Pinheiro. Paulo Neto é uma das principais lideranças no Baixo Parnaíba, principalmente na cidade de Mata Roma. Zito Rolim é ex-prefeito de Codó. Roberto Costa possui atuante participação na cidade de Bacabal.

Edivaldo Holanda foi vereador e manteve forte influência em São Luís. Professor Marco Aurélio é um nome destacado na cidade de Imperatriz, a propósito a segunda maior cidade do estado só tem um filho legítimo na Assembleia, trata-se do novato Rildo Amaral.

Ludovicenses

Se por um lado, a Assembleia Legislativa está cheia de forasteiros, o número de ludovicenses ainda é expressivo na composição do parlamento. Othelino Neto, Adriano Sarney, Neto Evangelista, Andreia Rezende, Glalbert Cutrim, Yglesio, Ciro Neto, Ricardo Rios, Pará Figueiredo, Dra Helena Duailibe e Wendell Lages são todos nascidos na capital maranhense.

Os demais deputados são oriundos de cidades como Santa Inês, São Domingos do Maranhão, Caxias, Presidente Dutra, Dom Pedro, Codó, Coroatá, Anajatuba, Bequimão, Turiaçu, Pastos Bons, Pedreiras e Bacabal.

Deputados nascidos fora do Maranhão

  1. Detinha – Carius/CE
  2. Cleide Coutinho – Maruim/SE
  3. Duarte Júnior – Rio de Janeiro/RJ
  4. Dra Thaiza Hortegal – Santarém/PA
  5. Prof Marco Aurélio – Conceição do Araguai/PA
  6. Fernando Pessoa – Picos/PI
  7. Edson Araújo – Recife/PE
  8. Rafael Leitoa – Teresina/PI
  9. Adelmo Soares – Patos/PB
  10. Paulo Neto – Parnaíba/PI
  11. Antônio Pereira – Teixeira/PB
  12. Roberto Costa – Recife/PE
  13. Dr Leonardo Sá – João Pessoa/PB
  14. Wellington do Curso – Teresina/PI
  15. Edivaldo Holanda – Antenor Navarro/PB
  16. Zito Rolim – Cajazeiras/PB

 

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>