Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Governo Flávio Dino descumpre acordo com o MPT e não nomeia aprovados em concurso do DETRAN

5 de janeiro de 2019 : 06:11

 

O governador Flávio Dino está descumprindo o acordo firmado entre o Ministério Público do Trabalho, DETRAN e Governo do Maranhão. No acordo assinado em 8 de fevereiro de 2018, ficou estipulado que até 31 de janeiro de 2018, o órgão estadual iria exonerar 170 terceirizados em situação irregular e em seu lugar nomear os aprovados no concurso realizado em 2017.

De acordo com o próprio DETRAN existem 265 funcionários terceirizados trabalhando de forma irregular no órgão e após acordo com o MPT, essa substituição ocorreria até 2020, porém já no dia 31 de janeiro de 2018, 170 deveriam ser substituídos pelos concursados.

A homologação do resultado do concurso do DETRAN foi feita desde o dia 3 de julho de 2018 e desde então os aprovados aguardam ansiosamente a chamada para ocupar suas vagas de trabalho.

4 comentários em “Governo Flávio Dino descumpre acordo com o MPT e não nomeia aprovados em concurso do DETRAN”

  1. 2 meses atrás  

    Como acontece em todas as administrações sempre tem algum político aliado que manda no Detran e não tem interesse na nomeação dos aprovados, pois a terceirização é mais vantajosa porque alguém ganha com ela, quem acompanha o noticiário político sabe quem é o político poderoso quem manda e desmanda no Detran. Simples assim!

  2. Lobo

    2 meses atrás  

    É uma vergonha o governador fingir que nada está acontecendo, e ignorar os aprovados mantendo os terceirizados.

  3. Jean

    2 meses atrás  

    Em tempos de cuidados com a economia e equilíbrio das contas públicas, é muito mais viável convocar os concursados do que pagas multas… . Ainda mais porque são poucos (170) apenas.

  4. Gestione

    2 meses atrás  

    Conforme divulgado amplamente nas mídias, o líder da esquerda do país Sr. Luis Inácio Lula da Silva, que se encontra preso, declarou em momento pretérito, que o STF (Supremo Tribunal Federal) estava acovardada, o que diria do MPT (Ministério Público do Trabalho) sediado no estado do Maranhão frente as recusas do comunista Flavio Dino em acatar decisões acordadas entre as entidades, para substituir as funções fins do DETRAN por concursados que estão ocupados ilegalmente por terceirizados, em troca de apoio financeiro de campanha eleitoral.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>