Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Em audiência pública, Estevão Aragão questiona problemas na saúde de São Luís

7 de novembro de 2018 : 07:13

A pedido do vereador Estevão Aragão (PSDB), por meio do Requerimento 402/18, a Câmara Municipal realizou, nesta terça-feira (6), audiência pública com o secretário de Saúde de São Luís, Lula Fylho, para prestar esclarecimentos acerca da saúde na capital.

Na tribuna, o parlamentar questionou o secretário sobre vários pontos relacionados ao tema, como o número exacerbado de servidores lotados na SEMUS, atrasos nas obras do Hospital da Criança e da Maternidade da Cidade Operária, grande quantidade de medicamentos vencidos e filas inacabáveis para marcação de consultas.

Em sua explanação, Lula Fylho disse que a Prefeitura tem feito investimentos para melhorar o serviço da Central de Marcação de Consultas (CEMARC). Quanto à maternidade, Lula alegou que ainda está em processo de licitação. Depois, explicou que o recurso vindo do Ministério da Saúde para a reforma do Hospital da Criança foi devolvido. “Os custos, agora, serão arcados totalmente pelo Governo do Estado”, afirmou.

Para Estevão, as informações apresentadas foram insuficientes. “Fica claro a falta de planejamento por parte da Prefeitura de São Luís. Como se perde um recurso milionário como esse vindo do Governo Federal?”, indagou.

O parlamentar também lamentou a ausência de respostas sobre o número de funcionários na Secretaria de Saúde que, segundo ele, corresponde a 65% do orçamento da pasta. “São 6.513 funcionários, sendo 3.771 apenas da Secretaria. Como é que não falta dinheiro para administrar toda a rede?”, concluiu Estevão.

5 comentários em “Em audiência pública, Estevão Aragão questiona problemas na saúde de São Luís”

  1. 1 semana atrás  

    A desorganização é marca registrada do governo de Edivaldo, qt ao hospital da criança esse é uma obra que como tantas outras não tem data para terminar e olha que já está em reforma há exatos 5 anos, com relação aos números de servidores a maioria não é do quadro, mas sim gente colocada por apadrinhamento políticos, num posto de saúde perto da minha casa vejo uma quantidade de funcionários exagerada sendo que alguns não têm função nenhuma, bom seria se fosse feita uma auditoria nas secretarias para investigar essas contratações. Precisaria fazer um concurso e contratar só o número de servidores necessários para a função, depois de dispensar os funcionários irregulares.

  2. JOCA

    1 semana atrás  

    Olha, eu acho que a saúde na cidade não tão péssima assim, claro que tem problemas mas melhorou bastante.

  3. diego

    1 semana atrás  

    Complicado, mas o secretario vai prestar todos os esclarecimentos

  4. carlos

    1 semana atrás  

    vamos aguardar para a próxima audiência…creio que todos os gastos serão comprovados

  5. João

    7 dias atrás  

    Acho n ta do jeito ele ta falando é ruim, porem tem melhorado bastante nessa gestão.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>