Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

“Qualquer acordo em São Luís, depende de Fábio Câmara”, anuncia João Alberto

13 de julho de 2016 : 16:17

fabiojoaoalbertoO fim da novela que envolve o PMDB em São Luís vai ficar a cargo do vereador Fábio Câmara (PMDB), pelo menos é o que garante o senador João Alberto. De acordo com o presidente do diretório estadual, o PMDB segue com uma pré-candidatura própria na capital maranhense, mas caso essa não seja a vontade de Fábio, ele será o responsável por conduzir o processo de negociação de alianças.

“Qualquer acordo em São Luís, depende do Fábio Câmara”, anunciou o senador. O peemedebista garantiu que não vai haver influência de ninguém na decisão que o vereador tomar sobre o rumo do PMDB em São Luís.

Quanto a questão da viabilidade da candidatura própria na capital maranhense, João Alberto foi direto: “Não interessa, se ele tiver 2% ou 10%, ele será o candidato. Fábio Câmara vai disputar a Prefeitura”.

Questionado sobre as possibilidades de composição com os demais pré-candidatos, João Alberto mais uma vez enfatizou: “depende do Fábio”. No entanto, ele fez uma ressalva: o vereador Fábio Câmara pode negociar com qualquer pré-candidato, menos com Eliziane Gama (PPS).

Internamente no PMDB já se comenta que Fábio Câmara não tem outro caminho a não ser disputar a Prefeitura de São Luís ou concorrer ao cargo de vice-prefeito na chapa de alguns dos nomes postos, uma vez que caso recue para a candidatura de vereador, ele correrá sério risco de sair derrotado por conta da fraca nominata que foi montada para disputa do cargo proporcional.

Um comentário em ““Qualquer acordo em São Luís, depende de Fábio Câmara”, anuncia João Alberto”

  1. HELENO

    5 anos atrás  

    Acho que se nada der certo, Fábio já poderá ser eleito o candidato mais teimoso da história, impondo goela abaixo sua candidatura.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>