Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

São Luís recebe primeira obra do PAC Cidades Históricas

27 de março de 2015 : 11:49

A Prefeitura de São Luís, em parceria com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), entregou nesta quinta-feira (26) a Praça da Alegria totalmente requalificada. A praça é a primeira obra do pacote de 44 intervenções previstas pelo PAC Cidades Históricas no Centro Histórico de São Luís. Participaram da solenidade o ministro da Cultura, Juca Ferreira, e a presidente do Iphan, Jurema Machado, autoridades do estado e município, demonstrando alinhamento das esferas de governo.

Antes, em cerimônia no Teatro Arthur Azevedo, o prefeito Edivaldo e o ministro Juca Ferreira formalizaram convênios que vão possibilitar a efetivação do projeto Rede São Luís Pontos de Cultura. O projeto prevê a criação de 40 pontos de cultura, espaços destinados ao desenvolvimento de atividades de preservação do patrimônio cultural. “Estamos formalizando o convênio com o Ministério da Cultura para criação de 40 pontos de cultura, com participação também do governo do estado. Temos avançado muito na área da cultura”, afirmou o prefeito Edivaldo.

O governador Flávio Dino também destacou a parceria com o governo federal, em colaboração com o Iphan, órgãos da administração municipal e do governo do estado. “Nós temos um conjunto de iniciativas de grande importância envolvendo o governo federal, o governo estadual, a Prefeitura de São Luís e a sociedade civil, aqueles que fazem a cultura, os produtores ou vários atores do sistema nacional de cultura. Por isso, sem dúvidas, este é um momento muito importante para o Maranhão”, destacou o governador Flávio Dino. Os editais dos Pontos de Cultura, segundo anunciou o presidente da Fundação Municipal de Cultura (Func), Marlon Botão, serão lançados dentro dos próximos dias.

PAC CIDADES HISTÓRICAS
O ministro da Cultura destacou o investimento em patrimônio cultural no país e no estado do Maranhão. Além de São Luís, o PAC Cidade Históricas atinge outras 43 cidades brasileiras. Juca Ferreira informou que o Maranhão será o estado brasileiro a concluir todos os projetos previstos no programa do PAC Cidades Históricas. Para ele, a requalificação da Praça da Alegria é emblemática neste processo.
“Sinto-me muito orgulhoso, por ter participado, quando da minha primeira gestão como ministro, da criação deste programa que hoje prevê R$ 1 bilhão em obras de requalificação urbana, conservação de edificações e financiamento para recuperação de imóveis privados em cidades históricas”, disse Juca Ferreira. A parceria entre Estado e Município é vista como estimulante pelo ministro.

No entendimento do prefeito, as obras do PAC Cidades Históricas contribuem para a política de desenvolvimento da cidade, para a economia e para a cultura. O programa projeta investimento de R$ 133 milhões em um conjunto de obras no Centro Histórico de São Luís. Mais duas praças devem ser repaginadas pelo PAC Cidades Históricas: as praças Deodoro e do Panteon. Ambas fazem parte das intervenções urbanísticas da obra de recuperação da Rua Grande, com o início previsto para agosto deste ano.

“A população está sendo presenteada hoje com a entrega deste importante equipamento urbanístico que é a Praça da Alegria. Agradecemos à presidenta Dilma que olha para o estado do Maranhão com outros olhos”, disse o secretário Lula Fylho, que representou o prefeito Edivaldo na solenidade de entrega da praça. O secretário de Governo, Lula Fylho, lembrou que a ideia da recuperação da Praça da Alegria nasceu em 2006, concebida pelo arquiteto Aquiles Andrade, presidente da Fumph.

Aquiles Andrade lembra que, antes da reforma, o prédio central da praça estava fechado. “Antes, aqui tínhamos floristas que trabalhavam há décadas neste espaço e foram remanejados para o Parque do Bom Menino. Agora, eles estão de retorno em uma edificação totalmente reabilitada para o novo uso. Esperamos que a população de São Luís possa frequentar a praça e seu mercado de flores e use o centro de maneira saudável e sustentável como deve ser”, recomenda o presidente da Fundação Municipal do Patrimônio Histórico, Fumph.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>