Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Quatro deputados, entre estaduais e federais, já se preparam para deixar os parlamentos

28 de janeiro de 2014 : 09:24

A cada quatro anos é assim, que não venceu a eleição e fica na suplência, acaba, as vezes ganhando um mandato por certo tempo, mas as vésperas do prazo de desincompatibilização, eles têm que entregarem os cargos. Esse ano isso vai acontecer com Francisco Escórcio (PMDB) e Costa Ferreira (PSC) na Câmara Federal e com Magno Bacelar (PV) e Carlos Alberto Milhomem (PSD) na Assembleia Legislativa, no caso do último significa a aposentadoria, uma vez que ele não buscará um novo mandato.

Tatá Milhomem deixará a Assembleia Legislativa sem nem
fazer um discurso de despedida

Dessa vez, as saídas dos mandatos será antecipada, uma vez que governos federal e estadual, exigem a entrega dos cargos com certa antecedência, para que possam planejar o último ano de governo.

A presidente Dilma deve anunciar essa semana a reforma ministerial, sendo assim, Gastão Vieira (PMDB) deixa a pasta do Turismo e retorna a Câmara Federal, mandando para casa o membro da Igreja evangélica, Costa Ferreira.

Já Roseana deve adiar mais um pouco sua reforma e deve deixar para antes do Carnaval, assim Pedro Fernandes (PTB) na Educação, Ricardo Murad (PMDB) na Saúde e Victor Mendes (PV) no Meio Ambiente, que já entregou o cargo, retornam a Câmara Federal e Assembleia Legislativa, respectivamente.

Com a entrega antecipada do cargo do deputado verde, quem se despede e nem volta para as atividades parlamentares é o ex-presidente do parlamento estadual, Tatá Milhomem.

As primeiras mudanças nos parlamentos já estão sendo provocadas pelos governantes, em outubro as demais serão feitas pelo povo.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>