Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Zé Inácio realiza debate para discutir o movimento negro no Estado

22 de novembro de 2021 : 16:08

Foi realizado, na última quinta-feira (18), na Assembleia Legislativa, a mesa de debate “Racismo, Consciência Negra e Resistência – a voz dos movimentos na luta antirracista”, uma iniciativa do deputado Zé Inácio a pedido do Movimento ‘Fora Bolsonaro’.

O evento que acontece em alusão a semana da consciência negra debateu as mais diversas pautas do movimento, tais como: o racismo, a desigualdade social e econômica, a educação, o desemprego, a fome, as dificuldades enfrentadas durante a pandemia, as lutas das mulheres negras, a resistência das comunidades quilombolas, entre tantos outros.

“O vinte de novembro é o dia de defender a nossa história, de celebrar a nossa identidade e lembrar a resistência do povo negro na luta por uma sociedade livre de todas as formas de opressão. Em a nossa atuação parlamentar, sendo o único deputado declaradamente negro, tenho pautado na Assembleia várias iniciativas que beneficie nosso o povo.”, disse Zé Inácio.

Dentre as proposições promovidas pelo Deputado Zé Inácio está a resolução legislativa que destina 20% das vagas em concursos públicos do Poder Legislativo e Executivo do Estado do Maranhão para candidatos negros. A criação da medalha ‘Negro Cosme’, para homenagear pessoas e entidades com relevantes trabalhos na luta em defesa do nosso povo e a proposição da lei que torna o Dia da Consciência Negra feriado estadual.

Zé Inácio ressaltou a importância do povo negro ocupar lugares de destaque na sociedade, como nas Assembleias Legislativas, Câmaras Municipais, para assim pode dar voz as lutas e reivindicações do seu povo. Ainda, reafirmou o seu compromisso em seguir defendendo e dando voz as lutas do povo negro do Maranhão.

O evento contou com a presença do Secretario de Estado de Igualdade Racial, Gerson Pinheiro, que destacou as iniciativas do governo do Estado em favor da população negra.

Além do Secretário, participaram representantes de mais de 15 entidades ligadas ao movimento negro e diversas personalidades que contribuem para o fortalecimento do debate, tais como: Creuzamar de Pinho, Secretária Adjunta de Participação Popular; Socorro Guterres, coordenadora da Rede Maranhense de Mulheres Negras (Remnegra); a presidente do Conselho Estadual de Igualdade Racial, Jacinta Maria; o presidente da Comissão de Verdade da Escravidão Negra e de Promoção da Igualdade Racial, Erik Moraes; o coordenador nacional da Conaq, Ivo Fonseca; a presidente da UNEGRO, Rodivania Frazão; Hertz Morais, do Movimento Hip Hop Quilombo Urbano; Adomair Ogunbiyi, do Movimento Negro Unificado.

“Quero agradecer a presença de todas e todos que aceitaram nosso convite para esse importante debate. Quero dizer que a luta do povo negro é maior que conquistar mais direitos, ou que só ocupar espaço de destaque, seja na política ou nas mídias. A nossa luta é também pelo direito a vida, pelo fim da extermínio da população negra, pelo fim da violência, seja ela policial, moral, econômica, social ou racial. Nossa luta é pelo direito existir e se estabelecer na sociedade.”, disse Zé Inácio.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>