Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Edivaldo Júnior e Roberto Rocha podem reeditar aliança vitoriosa de 2012 em 2022

26 de setembro de 2021 : 05:41

Dez anos depois, os caminhos de Edivaldo Holanda Júnior (PSD) e Roberto Rocha (PSDB), podem se cruzar novamente e juntos reeditarem uma aliança visando uma nova disputa eleitoral. Em 2012, a dupla concorreu a Prefeitura de São Luís e venceu no segundo turno o então prefeito João Castelo (falecido). De lá para cá, eles se distanciaram, houve uma tentativa de reaproximação, mas acabaram ficando distantes.

Em primeiro lugar é preciso compreender que diferente do que aconteceu entre Flávio Dino (PSB) e Roberto Rocha, não existiu com Edivaldo. A relação entre o governador e o senador não existe mais, pelo contrário é cheia de ataques e sentimentos que inviabilizam qualquer reaproximação.

Já com Edivaldo, Roberto mantém boa relação com o pai, o deputado estadual Edivaldo Holanda Braga (PTC), que também nunca concordou muito com a forma de governar de Flávio Dino e do PCdoB. Assim como possui bom relacionamento com o ex-prefeito de São Luís, ainda que mais distante, mas não ao ponto de ser inviável uma aliança política.

Em 2016, quase houve uma nova aliança entre Edivaldo e Roberto, mas esta seria através do filho, o ex-vereador Roberto Rocha Júnior que chegou a ser cotado a ser candidato a vice na chapa de Holandinha, mas por influência do Palácio dos Leões, o comunista Júlio Pinheiro acabou sendo o escolhido.

Alguns apontam esse fato para ter sido o decisivo no racha entre Dino e Rocha, mas independente disso, analisando friamente no cenário atual, Edivaldo passa a ser a melhor opção para Roberto Rocha como companheiro de chapa majoritária, só que dessa vez, um disputando o governo e o outro o Senado.

Assim como para Edivaldo, o nome de Roberto Rocha seria o ideal para a composição de sua chapa, afinal é o único nome pronto para disputar o Senado contra Flávio Dino que deve preferir Carlos Brandão para o Governo.

Nos bastidores, comenta-se que Edivaldo foi até o Palácio dos Leões jurar fidelidade a Flávio Dino e que não teria candidato ao Senado, caso o socialista fosse candidato. Apesar do gesto, fica praticamente impossível pensar que um candidato a governador vá apoiar o candidato a senador que está pedindo voto para um concorrente.

Diante de toda essa situação, o cenário político atual converge para que Edivaldo e Roberto reeditem uma aliança em 2022. Os dois podem se beneficiar. Rocha não teria outro nome qualificado para buscar uma composição e Holandinha sabe que de engenharia política e articulação, o senador é bom, além da proximidade com o Governo Federal.

Nem Edivaldo e Roberto comentam essa possível aliança para 2022, mas ainda que não tenham parado para avaliar esse cenário, agora certamente vão pelo menos divagar quanto essa possível união.

Em 2012, a vitória de Edivaldo Holanda Júnior pode ser creditada também a Roberto Rocha, que garantiu o PSB no palanque do candidato de Flávio Dino, caso o contrário o partido estaria com João Castelo e a história poderia ter terminado de forma completamente diferente.

Dez ano depois, a história pode se repetir, mas com nuances e desfechos completamente diferente, afinal tanto Holandinha quanto Rocha ainda possuam uma longa trajetória política, ainda possuem muito tempo para atuar na política maranhense.

3 comentários em “Edivaldo Júnior e Roberto Rocha podem reeditar aliança vitoriosa de 2012 em 2022”

  1. Helena

    3 semanas atrás  

    Em 2012, eu votei na chapa deles no 2 turno só para evitar a reeleição de Castelo que como prefeito foi um fracasso total, mas jamais votaria em nenhum dos dois para nada, pois criei uma verdadeira aversão as essas duas figuras da política.

  2. Cardoso

    3 semanas atrás  

    No meu ponto de vista EHF pode receber esse Senador como apoio mas não como você, sangue de Jesus.

  3. Reynaldo Pinto Filho

    3 semanas atrás  

    Se o Edivaldo Holanda Jr.,apoiar o Roberto Rocha,marcará como um homem sem palavra,mentiroso e safado quando o assunto é se dar bem politicamente.O Flávio Dino Ajudou o Edivaldo com uma parceria rica na prefeitura,que atravessava um grande momento de má administração e espera agora, que a consciência e a gratidão dele fale mais alto,apoiando para o senado.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>