Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Eduardo Bolsonaro diz que Flávio Dino tenta vitimizar criminosos no Maranhão

12 de fevereiro de 2021 : 12:02

O deputado federal Eduardo Bolsonaro afirmou em um vídeo gravado para as redes sociais do deputado Edilázio Júnior, que o governador Flávio Dino trabalha para “vitimizar” criminosos no estado do Maranhão.

A declaração do parlamentar ocorreu ontem durante a agenda de compromissos do presidente da República, Jair Bolsonaro, na cidade de Alcântara.

Eduardo Bolsonaro disse ter se mostrado surpreso com a notícia de gasto de dinheiro público durante a Pandemia da Covid-19, para a construção de cabines para visitas íntimas em 11 presídios estaduais.

“Fala pessoal estou aqui no Maranhão, deputado Edilázio aqui comigo e eu queria perguntar para ele que história é essa de o governador Flávio Dino ter criado motéis para presos. Confesso que a primeira vez que vi achei que fosse fake news, mas depois começou a replicar em várias outras fontes”, questionou o parlamentar do RJ.

Edilázio confirmou o gasto de quase R$ 1,5 milhão para a construção das cabines e chamou a atenção para o fato de que há duas semanas um Tenente-Coronel da Polícia Militar foi assassinado na porta de sua residência, na capital, sem que houvesse qualquer ato de solidariedade à família da vítima, por parte do chefe do Executivo.

“O Tenente-Coronel que era muito querido por praças e oficiais foi assassinado na porta de casa e não houve uma nota sequer, ou qualquer ato de solidariedade por parte do governador. Em compensação, esses vagabundos que mataram o policial vão ter agora visita íntima bancada pelo governador Flávio Dino”, disse Edilazio.

E completou: “E tem mais: hoje nós temos 1.700 concursados da Polícia Militar, todos já com o curso de formação, preparados para servir, temos o menor efetivo policial do país, e o governador nunca chamou nenhum”, enfatizou.

Foi então que Eduardo Bolsonaro concluiu, que no Maranhão, o chefe do Executivo trabalha para vitimizar criminosos.

“Então quer dizer que para o policial assassinado e a família dele, nada. Para o preso, direito a sexo, visita íntima e motel da melhor qualidade. Pessoal só para explicar para vocês: comunista acha que bandido é vítima da sociedade. É por isso que vocês não entendem, mas o governador trata o bandido como se ele fosse vítima”, disse.

Um comentário em “Eduardo Bolsonaro diz que Flávio Dino tenta vitimizar criminosos no Maranhão”

  1. Helena

    3 semanas atrás  

    Alguém como histórico de Eduardo Bolsonaro que nunca trabalhou de fato na vida sempre viveu do erário público, qd era estudante de direito no RJ era lotado como fantasma no gabinete do então deputado Roberto Jeferson com um salário de 10 mil reais, ou seja era um fantasma, depois entrou na política no qual a família é suspeita de enriquecimento ilícito com a divisão dos salários dos funcionários de gabinete, o pai não é nenhuma reserva de moralidade. Com esse currículo, Eduardo não pode apontar o dedo para ninguém, mas como é político não tem caráter nem vergonha na cara. Não defendo político porque no final todos têm o mesmo objetivo e são parças nas falcatruas.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>