Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Brasil está entre os 30 países que pagam mais caro pela internet

2 de janeiro de 2021 : 06:56

Hoje em dia ter internet em casa já deixou de ser um privilégio para grande parte da população, mas não são todos que podem contar com essa facilidade. O Cuponation, plataforma de descontos e integrante da alemã Global Savings Group, reuniu dados atualizados sobre o valor da internet ao redor do mundo em 2020.  

No primeiro semestre deste ano a companhia Numbeo, de levantamentos estatais, havia registrado uma lista com os 100 países com a internet mais cara do mundo. Com inclusão de 60 Mbps ou mais, dados ilimitados e cabo/ADSL mensais, o estudo apontou que o Brasil estava na 58º posição do ranking. 

Com a economia brasileira fraca devido às condições de quarentena durante todo o ano, o Cuponation buscou pela atualização desta pesquisa, e o resultado não é animador: o Brasil caiu 16 posições, pousando na 74ª colocação da lista e cobrando cerca de R$113,70 pelo combo. 

Pertencendo as 30 nações com a internet mais cara do mundo, o Brasil desembolsa cerca de 10, 87% do salário mínimo de cada brasiliero que se dispõe a pagar pela internet mensal – conforme dados do IBGE. Confira a pesquisa completa no infográfico interativo do Cuponation.

Um estudo divulgado pelo TIC Domicílios mostrou que em 2018 apenas 70% da população brasileira possuía acesso à internet. Sabendo que desde então os valores não se adequaram à remuneração do brasileiro, pode-se concluir que o Brasil não teve um avanço significativo na ingressão da internet nos lares brasilienses. 

De volta ao ranking inicial, o Emirados Árabes Unidos é o país que ocupa o topo da lista, em que os cidadãos pagam por volta de R$510,59 pela internet. Catar e Omã seguem caminho nos segundo e terceiro lugares, pagando R$447,79 e R$417,28 pelo mesmo pedido, respectivamente. Pagando apenas R$48,45, a nação que se posiciona em último lugar é a Romênia.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>