Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Não faz mais sentido manter fechados cinemas, teatros, estádios e proibir festas, após participação de secretário de Saúde em aglomerações políticas

15 de setembro de 2020 : 08:04

O Governo do Maranhão tem por dever moral liberar imediatamente o funcionamento de cinemas, teatros, estádios, eventos e festas de qualquer proporção. Caso não seja feito, o secretário de Saúde, Carlos Lula, deve ser afastado urgentemente, pois só assim o governador Flávio Dino (PCdoB), deixará claro que não concorda com as aglomerações promovidas por políticos nos últimos, sendo que pelo menos duas, tiveram a participação do titular da SES.

Não faz mais sentido proibir a abertura de cinemas, teatros, estádios, eventos e festas, sendo que muitas dessas atividades não reúnem nem 1/3 do que aglomerou as convenções partidárias nos últimos dias.

De acordo com assessorias de imprensa, teve convenção que reuniu 10 mil pessoas. Hoje os cinemas não conseguem nem chegar a 200 pessoas por sessão, o maior teatro de São Luís tem pouco mais de 700 lugares como lotação máxima, os estádios de São Luís tem como média de público pouco mais mil pagantes, festas e eventos dificilmente passam de 2 mil pessoas no Maranhão.

É uma hipocrisia manter uns estabelecimentos fechados e com regras rígidas, enquanto candidatos a prefeito e vereadores promovem aglomerações com milhares de pessoas que não possuem o menor controle de uso de máscara, ofertas de alcool gel e não cumprem o distanciamento.

O pior é a participação e a conivência do secretário de Saúde, Carlos Lula, que esteve presente em pelo menos duas convenções que reuniram milhares de pessoas, a de Rubens Júnior no Costa Rodrigues e a de Luis da Amovelar em Coroatá.

Não faz mais sentido o governo do Maranhão manter medidas restritivas aos empresários e trabalhadores, pois se isso for mantido, só mostra que Flávio Dino é contra o trabalhador e contra aqueles que geram emprego e renda no Maranhão.

5 comentários em “Não faz mais sentido manter fechados cinemas, teatros, estádios e proibir festas, após participação de secretário de Saúde em aglomerações políticas”

  1. Carlos

    1 semana atrás  

    Hipocrisia, desde sempre. Não votei no presidente nem nesse governador, discordo de muita besteira do primeiro, mas fica cada dia mais claro que só queriam enfraquecer o maluco do planalto e deram com os burros n’água. Governador fala de constituição e não cumpre, só como exemplo, lá diz que o subsídio será reajustado anualmente na mesma data base, estou desde 2018 sem saber o que é isso, ainda foi do acordo que roseana deixou, fora as outras coisas: passar tinta em parede e chamar de reforma, estradas sem asfalto…

  2. 1 semana atrás  

    Discordo inteiramente de você, caro blogueiro! Eu até entendo e compreendo a sua indignação e revolta, pois também nutro tal sentimento. Porém, as medidas sanitárias precisam ser mantidas, mesmo com o total descaso de um irresponsável e imbecil de um secretário de saúde que deveria dar o exemplo.
    O mais correto, prudente e lógico, por parte do senhor governador do Maranhão seria a EXONERAÇÃO imediata desse “advogado/político” que ocupa um cargo de uma magnitude considerável, no caso a secretaria de saúde. O povo não tem que pagar caro por causa de um imbecil desses. E que digo mais: o tal de Carlos Lula está mais perdido do que cego no meio de um tiroteio.

  3. João da Vera Cruz Corrêa Rodrigues

    1 semana atrás  

    Louco é quem acha o presidente louco, no mínimo aplaudia e comia pão com mortadela e recebiam R$50,00 pra carregar bandeira do PT e gritar Lula livre

  4. Eryna Ferreira de Alencar Souza

    1 semana atrás  

    2 pesos e 2 medidas…

  5. Carlos

    1 semana atrás  

    Exatamente, inclusive disseram que não precisava cancelar o carnaval porque gerava empregos, e o maluco do planalto foi certeiro: vocês verão quem está mentindo, hoje a conta chegou e ele estava certo, bastavam as medidas sanitárias desde o começo. Mas nossa esquerda é boa em fazer barulho e amedrontar o povo. Repito: não votei nele (nem no outro), temos que admitir que ele fala ou faz muitas besteiras, porém tem seus acertos. Não sou, nunca fui, nem pretendo ser idólatra de político que é um cara “comissionado” com nosso dinheiro e ainda faz mídia com isso.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>