Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

360 mil planos do Premiere foram cancelados desde a suspensão do futebol no Brasil

25 de maio de 2020 : 12:02

A crise atingiu em cheio o Premiere, canal que transmite as principais competições nacionais de futebol, incluindo os estaduais do Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Bahia e Pernambuco, assim como o Brasileirão Série A e Série B. Desde que os jogos foram suspensos no país, 360 mil planos foram cancelados, o que representa 20% em um universo de 1,8 milhões de planos ativo até então.

O valor do pacote do Premiere custa entre R$80 e R$114, e é oferecido pelas principais operadoras de Tv´s por assinatura do país, dentre elas Sky, Oi, Vivo e Claro/Net. Inclusive, essa última decidiu parar de ofertas os planos do PFC em razão de paralisação dos jogos.

A Claro/Net entende que não pode continuar vendendo um produto que não tem como atender o consumidor, mas também lembrar que o valor deixa de ser repassado aos clubes de futebol.

A Globo que é detentora do Premiere já suspendeu o pagamento da última parcela do direito de transmissão dos clubes referente aos estaduais, o valor deveria ter sido pago no dia 5 de abril. Quanto as cotas de pagamento do Brasileirão, ainda não foram pagas, pois o campeonato nem começou.

A quantidade de cancelamentos dos planos do Premiere pode levar a Globo deixar de arrecadar entre R$28 milhões a R$41 milhões, o que deve gerar uma redução nos repasses aos clubes brasileiros que possuem contrato com a emissora.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>