Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

PCdoB está irritado com assédio do PT sobre Flávio Dino e comunistas acreditam ser estratégia para tirá-lo da sucessão presidencial

29 de janeiro de 2020 : 09:19

Blog do Tales Faria – UOL

É grande a irritação no PCdoB com o assédio do PT ao governador do Maranhão Flávio Dino.

Tudo começou com uma entrevista do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva aos jornalistas Juca Kfouri, José Trajano, Talita Galli que foi ao ar no último dia 15 pela TVT.

Lula admitiu a possibilidade de apoiar a candidatura de Flávio Dino à Presidência, mas ponderou: “Eu gosto do Dino, acho ele uma figura competente, um companheiro da maior lealdade comigo em todo o meu processo. Tenho por ele um apreço extraordinário. Agora, veja, o PT é um partido muito grande comparado ao PCdoB. (…) É muito difícil imaginar eleger alguém de esquerda sem ser do PT.”

Logo surgiu uma série de especulações de que se o governador do Maranhão poderia sair do PCdoB para concorrer à Presidência pelo PT com o apoio de Lula. A manobra já foi feita em Brasília, nas eleições de 2010. Envolveu o ex-deputado Agnelo Queiroz, um político do PCdoB então em vertiginosa ascensão no Distrito Federal (depois ele foi cassado, mas isso é outra história).

Agnelo teve que se transferir para o PT a fim de concorrer a governador com o apoio dos petistas. Venceu, mas deixou os comunistas irritados por serem obrigados a abrir mão de sua filiação. Um encontro de Lula com Flávio Dino no dia 18 aumentou as especulações. Desta vez, de que Lula já teria convidado Dino para entrar no partido acenando com a possível candidatura.

A desconfiança tomou conta do PCdoB: os petistas querem fazer com Dino o mesmo que fizeram com Agnelo, tirar do partido um quadro em ascensã, apenas para acabar com a possibilidade de o PCdoB lançar uma candidatura competitiva.

Orlando Silva (PCdoB), por sua vez comentou: “Flávio Dino é a novidade da política brasileira, não apenas da esquerda. Foi juiz, deputado e é governador. Conhece os três poderes. Tem sólida formação cristã, e densa base cultural. A capacidade política e gerencial já foi demonstrada. É um excelente candidato a presidente. Mas, é comovente, digamos assim, o interesse do PT em apoiá-lo. Na verdade, querem tirá-lo do jogo, dar um ‘abraço de urso’. No nosso candidato.”

Abraço de urso, como se sabe, é mortal…

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>