Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

São Bento 2016: Crises e trairagens abalam campanha de Luizinho Barros

14 de setembro de 2016 : 07:12

luizinhoBlog do Robert Lobato

Acendeu de vez o sinal amarelo para o candidato a prefeito de São Bento, Luiz Gonzaga Barros , o notório Luizinho Barros (PCdoB).

A confusão tomou conta campanha do ex-prefeito, segundo colocado nacional entre os ex-gestores com maior número de irregularidades segundo a CGU (Controladoria Geral da União), e que abril deste ano chegou a ser preso pelo Polícia Federal.

A história é o seguinte.

O vereador Iraney Trinta (PSB) é um histórico correligionário de Luizinho Barros que busca seu quarto mandando na Câmara Municipal e teria descoberto que o ex-prefeito estaria pedindo votos somente para o vereador e candidato a reeleição Neto do Sindicato (PSB).

O empresário Daniel Martins (PC do B), ex correligionário do atual prefeito Carrinho e agora companheiro de chapa de Luizinho, almejava há três anos ser emplacado como vice, mesmo sabendo do prestígio e peso político da ex-vice prefeita Cita Moniz, também do PC do B, derrotada por Carrinho na eleição de 2012.

Acontece que a insatisfação de Daniel Martins foi visível e por isso articulou juntamente com o vereador Iraney Trinta uma pressão violenta em cima de Luizinho Barros para forçar Cita Moniz renunciar à candidatura sob pena do desligamento de Daniel.

Um detalhe importante: o empresário é um dos maiores financiadores da campanha comunista em São Bento. Em troca do apoio a Daniel para puxar o tapete de Cita, o vereador Iraney receberia um reforço moral e financeiro de Daniel que, segundo sondagens entre os eleitores sambentuenses, pode acarretar uma carga de rejeição à candidatura comunista.

luizinhobarros

Para piorar ainda mais a crise no grupo dos vermelhos de ocasião, teria vazado uma suposta conversa de Whatsapp entre Luizinho e um de seus aliados. Em síntese, Luizinho revela um grande temor e desespero para vencer a eleição nem que não se importaria, se preciso for, “acender uma vela pra Deus e outra para o Diabo”.

Na suposta conversa, o candidato do PCdoB revela ainda que possui muitas dívidas, bens empenhados etc, e precisa vencer de qualquer jeito pra se livrar da cadeia.

Soma-se a toda essa balbúrdia no arraial comunista em São Bento, o crescimento do candidato a prefeito pelo PV, Dino Penha, justamente entre o eleitorado de Luizinho.

No último sábado, Dino mostrou que o pleito está bastante equilibrado com a possibilidade do candiado comunista sair da disputa amargando um terceiro lugar, embora tenha sido o candidato que mais demonstrou volume de campanha no começo do processo eleitoral.

Só que agora Luizinho Barros parece estar definhando em meio às crises e trairagens que acontecem no grupo do 65.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>