Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Há 60 anos na vida pública, senador José Sarney critica, em artigo, quem faz da política profissão

22 de julho de 2014 : 09:30

Blog do Aquiles Emir


Na vida pública desde 1954, quando ficou na terceira suplência de deputado federal (mas ainda assim conseguiu ser efetivado), o senador José Sarney (PMDB-AP), que em junho passado anunciou sua aposentadoria, em seu artigo deste domingo, publicado em O Estado do Maranhão, ao, mais uma vez, criticar quem fala mal do Maranhão, cita um adversário, sem revelar o nome, e o critica porque está fazendo da política profissão. “Tem até um pivete que se infiltrou na política que fez disso profissão. E coitado do nosso estado, vilipendiado e manchado no seu conceito”, diz o senador.

Embora não cite o nome do “pivete”, tudo indica que o alvo de suas críticas é o ex-presidente da Embratur, Flávio Dino I(PCdoB), candidato a governador do Maranhão pela oposição, pois no último parágrafo, depois de contestar os indicadores que colocam o Maranhão com baixo IDH, diz que “o Maranhão comunista é a mudança que desejam. Uma doutrina que tem 150 anos e já morreu. Deixem o comunismo em paz, com a utopia dos que a sonharam”.

O que mais chama atenção no artigo do senador, no entanto, é a crítica a quem faz da política profissão e sua aversão aos novos. Afinal de contas, desde que conseguiu seu primeiro mandato, Sarney passou a viver somente da vida público, pelo menos isto é o que se sabe oficialmente. Foi deputado, governador, senador, presidente da República e novamente senador (quatro vezes presidente do Senado). Além do mais, em sua família há pessoas que vivem exclusivamente da vida pública, isto é, são políticos profissionais, sendo a governadora Roseana Sarney e o deputado Sarney Filho os melhores exemplos.

Quanto à menção “pivete”, Sarney nunca deve esquecer que ao se lançar na política também era um pivete no conceito dos políticos tradicionais e retrógrados da época, mas se credenciou a ser deputado federal e governador ainda muito jovem, com excelentes votações, e fez um dos governos mais elogiados até hoje pelos maranhenses. A bem da verdade, se for pela juventude, a eleição do Maranhão está sendo disputada por dois pivetes, já que Flávio e Lobão Filho estão na mesma faixa etária.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>