Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

PSDB descarta possibilidade de apoiar candidatura ao governo de Eliziane Gama

10 de novembro de 2013 : 20:46
Eliziane Gama já esteve mais próxima do PSDB, hoje não
passa de um sonho muito distante

Se a deputada estadual Eliziane Gama (PPS), considerava o apoio do PSDB como fundamental para tornar sua candidatura irreversível, a pré-candidata terá dificuldades para consolidar o seu nome, uma vez que os tucanos maranhenses se distanciaram da presidente do PPS e consideram “inviável uma aliança para 2014”.

O presidente do PSDB no Maranhão, Carlos Brandão, responsável por conduzir as negociações da legenda com os pré-candidatos ao governo do estado contou com exclusividade a reportagem de O Imparcial, que Eliziane não apresenta condições para uma aliança forte. 

“O que nós conversamos com ela é que o quadro dela é de poucos candidatos, então isso não ajuda muito os nossos deputados, então não devemos pensar apenas na eleição de governador, mas sim na proporcional, então não podemos pensar em diminuir nossa representação”, revelou.

Porém, o deputado federal não foi o primeiro a se posicionar sobre o assunto, o deputado estadual Neto Evangelista (PSDB) também já tinha comentado com a nossa equipe que as conversas com Eliziane tinham sido esfriados “por ser um projeto inviável”. O parlamentar lembra que o partido tem a sua grandeza e não pode correr risco de perder sua representatividade na Assembleia Legislativa e na Câmara Federal.

Outra que compactua com o pensamento dos seus correligionários é Gardenia Castelo (PSDB), porém de forma mais branda, a deputada estadual diz que “a política é muito dinâmica, vai que ela consegue mudar a atual situação, então o PSDB pode repensar o seu posicionamento”, argumenta.

Sobre as declarações dos tucanos, Eliziane Gama responde que não irá desistir do apoio do PSDB e continuará insistindo na montagem de uma frente. “Sei que está difícil essa relação agora, mas também já converso com outros partidos como o PSC, PSB, PR e PSD”, anunciou.
Em relação à declaração do presidente do PSDB-MA, que diz que o PPS não apresenta bons quadros, a pré-candidata retruca. “Não concordo, além do Pastor Porto citado, temos o Tadeu Palácio e Carlos Wellington que se filiaram recentemente, além de nomes tradicionais como os ex-vereadores Batista Matos e Vieira Lima, e outra infinidades de lideranças”, responde.

Negociações 
Se com Eliziane Gama as negociações ficaram emperradas, Carlos Brandão não esconde que mantém conversas tanto com Luís Fernando (PMDB) como com Flávio Dino (PC do B), em busca de tomar a melhor decisão para 2014. Porém entre os próprios membros de legenda, corre que as conversas com a oposição já estão mais adiantadas e que inclusive os tucanos já teriam garantido o direito de indicar o nome para concorrer ao cargo de vice-governador.

Presidência
Carlos Brandão ainda conta que a definição por qual caminho a seguir em 2014, ainda é dificultado por conta da candidatura a presidência de Aécio Neves, “quem tem candidato a presidente, tem que tomar mais cuidado, pois as alianças regionais vão ser fundamentais para a campanha presidencial”, comenta.

Sobre esse fato, o presidente dos tucanos maranhenses, aproveita para enfatizar o que trava as negociações com Eliziane Gama. “Vou perguntar a ela: ‘Eliziane tu aceitaria oferecer o palanque para Aécio?’, pois todos nós sabemos que ela prefere a Marina Silva que hoje tá fechada com Eduardo”, conclui.


*Reportagem publicada em O Imparcial

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>